Mídia Turis

rotas turísticas de jundiaí

Rotas turísticas de Jundiaí: um roteiro para você desbravar em dois dias

Jundiaí, cidade do interior de São Paulo, é o destino certo para quem busca conhecer várias partes do mundo sem se distanciar da capital paulista, principalmente quando o assunto é o turismo rural, combinando história, gastronomia e belas paisagens. Seja com o vinho, com as belas paisagens de montanhas ou com as deliciosas massas com receitas italianas, a Terra da Uva oferece oito rotas turísticas com mais de 600 atrações para se deliciar. Embarcamos nessa viagem para descobrir o melhor das rotas turísticas de Jundiaí em um roteiro de dois dias. Vamos nessa?

Como Chegar

Se você gosta de uma viagem tradicional, pode pegar o trem que sai de São Paulo direto para Jundiaí. É uma opção prática e rápida para quem prefere a conveniência. No entanto, se quiser deixar a experiência ainda mais interessante, vale a pena conhecer o Expresso Turístico da CPTM, que funciona todos os finais de semana e feriados. Expresso Turístico é um verdadeira viagem no tempo, com uma locomotiva a diesel modelo ALCO RS-3 de 1952, acompanhada por carros de passageiros de aço inoxidável fabricados nos anos 60. Confira mais sobre essa viagem neste post!

trem dos anos 50
O Expresso turístico da CPTM

Dia 1

Café da Manhã na Quinta dos Alves

cafe colonial jundiaí
O Café da Manhã na Quinta dos Alves
rota do brincar jundiaí, parte das rotas turísticas

Nosso dia começou na Quinta dos Alves, um lugar encantador onde você é recebido por uma charmosa ponte sobre um riacho serpenteante. É impossível não querer parar para tirar algumas fotos, mas não perca o time do café da manhã – acredite, o melhor está te esperando lá dentro!

O café da manhã na Quinta dos Alves é uma verdadeira festa para os sentidos. A mesa é repleta de opções deliciosas: frutas frescas, pães variados, tortas doces e salgadas, bolos que dão água na boca só de olhar, e uma estação de forno a lenha que mantém quentinhas delícias como pães de queijo, salgadinhos fritos, ovos e até polenta e mandioca fritas. Se você tem descendência italiana, sabe bem do que estamos falando – é um banquete que lembra os cafés da manhã das nonnas.

Depois do café, aproveite para passear pelo local, que tem um ar de fazenda e alguns bichinhos como coelhos, cabras, porquinhos da índia e galinhas que vão encantar as crianças. A paisagem é serena, com muitas árvores e o riacho que completa o cenário bucólico, garante um início de dia perfeito e relaxante.

Visita à Vinícola Castanho

rota do vinho jundiaí, parte das rotas turísticas
Degustação na Vinícola Castanho
parte das rotas turísticas de jundiaí
Os vinhedos

Nossa próxima parada foi a Vinícola Castanho, um verdadeiro paraíso para os amantes de vinho. Mesmo que você não seja um expert em vinhos, o guia da vinícola te ensina tudo sobre o processo de produção e a melhor forma de degustar a bebida. Durante a visita, aprendemos sobre cada etapa do cultivo das uvas até a fermentação e maturação do vinho.

A vinícola tem enormes barris antigos onde o vinho amadurecia, uma visão impressionante que nos transporta para tempos passados. Hoje, o processo é muito mais tecnológico, mas é fascinante ver como tudo começou. Além dos barris, a vinícola possui uma loja com diversas opções de vinhos, cachaças e licores. Uma curiosidade interessante que descobrimos por lá é que a uva niagara rosada, famosa na região, surgiu em Jundiaí em 1993! Uma caixa dessa delícia pode chegar a 10 mil reais em leilões! É um verdadeiro tesouro local.

Almoço no Sítio Fontebasso

rota italiana jundiaí, parte das rotas turísticas
Almoço no Sítio Fontebasso
caipirinhas inusitadas
A lasanha feita na telha de barro e a caipirinha de rúcula

Para o almoço, fomos ao Sítio Fontebasso, onde a comida é deliciosa e a quantidade impressiona. A atmosfera do local é acolhedora, lembrando as grandes refeições de família. O destaque é a lasanha de 5 kg, que é preparada em uma telha de barro e finalizada na mesa com maçarico, e a inusitada caipirinha de rúcula – acredite, você não vai se arrepender!

Depois de saborear essas maravilhas, não deixe de conferir a lojinha da adega Fontebasso. Eles oferecem uma grande variedade de vinhos e produtos artesanais, todos produzidos com muito carinho e dedicação. Quem nos guia nessa jornada é o atual Fontebasso a frente do negócio, que com muito carisma e humor, compartilha a história da família italiana que chegou até Jundiaí e começou a produzir vinho, adicionando um toque pessoal e autêntico à visita.

Degustação de Vinho na Adega Beraldo Di Cale
Encerramos o dia com um destino que precisa estar no seu roteiro: a adega Beraldo Di Cale, um lugar encantador com vinhos que vêm acompanhados de poesias inspiradoras. Seja em um roteiro de mais dias ou em uma visita rápida, aqui vão três bons motivos principais conhecer o lugar:

Vinhos e Poesia: Assim como outras adegas da região, os vinhos Beraldo Di Cale são excelentes e têm uma forte ligação com a história da família. O grande charme, no entanto, é que cada rótulo vem com uma poesia sobre um dos membros da família que inspirou a bebida, como o pai ou o tio da proprietária. Um toque pessoal e poético na experiência de degustação que encanta.

rota do vinho jundiaí, parte das rotas turísticas
rotas turísticas de jundiaí

Comida Boa: Enquanto a filha, enóloga, se encarrega da produção do vinho e o filho, escritor, cuida das poesias nos rótulos, o fundadora da vinícola, que começou o negócio com seu pai, hoje toma conta da cozinha. E ela sabe exatamente o que está fazendo. Durante a visita, provamos uma deliciosa combinação de entradas, cada petisco harmonizando com um dos vinhos degustados, como bolinho de bacalhau, mandioca e polenta fritas, linguiça e porpeta recheada com queijo acompanhada pelo molho vermelho da casa que é famoso na cidade. Embora essa combinação não faça parte do menu oficial, é possível provar essas e outras delícias separadamente.

Lugar Encantador: A beleza da Adega Beraldo Di Cale é simplesmente inesquecível. O local parece parte de uma pequena cidade cenográfica, daquelas perfeitas para um filme romântico da Netflix. Imagine-se degustando um vinho, com toda essa comida deliciosa, sentado em uma mesinha ao ar livre, sob grandes árvores, ao lado de um rio de águas claras que envolve o lugar com suas curvas. É uma experiência mágica que você certamente vai querer guardar na memória.

turismo rural em jundiaí. parte das rotas turísticas

Dia 2

Café da Manhã no Bella Mattina

cafe colonial em jundiaí , parte das rotas turísticas
O café colonial no Bella Mattina

No segundo dia, fomos ao Bella Mattina, famoso por seu café da manhã. Chegamos cedo, mas já havia uma fila do lado de fora. Mas prometemos que espera vala a pena! Com estações típicas de um café colonial e pratos preparados na hora, como ovos com bacon, tapioca e pão na chapa, tudo estava delicioso. Mas foi a cheesecake de Oreo ganhou meu coração!

O Bella Mattina é cercado por árvores, criando um ambiente agradável para esperar na fila. Além do café da manhã, eles oferecem passeios de jipe pela propriedade e um vinhedo para conhecer de perto. Se você tiver crianças, a fazendinha com animais é uma ótima distração. O ambiente rural e tranquilo é perfeito para começar o dia com energia renovada.

Visita ao Tre Sorelle

como fazer macarrão
Aula gastronômica do Tre Sorelle
rota italiana em jundiaí, parte das rotas turísticas

No Tre Sorelle, você pode aprender a fazer seu próprio macarrão italiano artesanal. Desde colocar a mão na massa até ver sua “obra-prima” pronta e deliciosa, essa experiência é única. A aula de culinária é um atrativo da casa de massas, então precisar ser agendada com antecedência para pequenos grupos. E claro, não deixe de levar algumas massas para casa! Além da tradicional, há opções coloridas feitas com legumes e até macarrão de vinho. A variedade e a qualidade das massas são impressionantes, tornando essa visita imperdível para quem ama uma boa massa feita em casa!

Almoço no Restaurante Travitália

Para o almoço de domingo, a escolha foi o Restaurante Travitália, um local que captura perfeitamente a essência da Itália, tanto na decoração quanto no cardápio. Grande e espaçoso, o restaurante é decorado com enormes mapas da Itália pintados nas paredes, e há muito espaço para as crianças brincarem do lado fora, tornando-o perfeito para um almoço em família. As grandes janelas e a área externa oferecem uma vista deslumbrante da serra, que adiciona um toque pitoresco à refeição e cria um cenário encantador.

A especialidade da casa é a polenta com ragu de costelinha de porco e calabresa, nossa escolha para o almoço. E estava mesmo divino! A polenta, cremosa e bem temperada, combinava perfeitamente com o ragu suculento e bem cozido, para nonna nenhuma botar defeito.

rota italiana jundiaí, parte das rotas turísticas
Almoço no Restaurante Travitália

Visita ao Museu Ferroviário de Jundiaí

museu em jundiaí, parte das rotas turísticas
O Museu da Companhia Paulista
primeiro trem do brasil
A miniatura do primeiro trem do Brasil

Quem ama viajar nunca dispensa uma boa visita ao museu e, o Museu Ferroviário de Jundiaí, apesar de pequeno, vale muito conhecer. O Museu da Companhia Paulista, anteriormente chamado Museu Ferroviário Barão de Mauá, está instalado em um edifício centenário que, por si só, já é de grande interesse histórico. Têm em seu acervo réplicas de locomotivas a vapor, da sala do chefe de estação e até da sala de espera para senhoras, além de maquetes de ferreomodelismo. É lá que está a primeira locomotiva a funcionar no Brasil, ela ainda não está em exibição, mas deve fazer parte do acervo em breve.

Degustação de Vinho na Vinícola Oliveira

adeja em jundiaí, parte das rotas turísticas
A Vinícola Oliveira
rotas turísticas de jundiaí

A Vinícola Oliveira é o lugar para você se sentir como se estivéssemos entre amigos, aproveitando o vinho e muitas risadas. A degustação, que acontece no quintal da família, é uma experiência calorosa e acolhedora. Provamos muitos vinhos bons nessa viagem, mas o espumante de Niagara servido na Vinícola Oliveira, com certeza, ganhou nosso coração!

A hospitalidade da família Oliveira é cativante. Eles compartilham suas histórias e paixão pelo vinho com os visitantes, criando uma atmosfera acolhedora e amigável. A pequena loja da vinícola oferece uma seleção de produtos artesanais que são perfeitos para levar um pedacinho de Jundiaí para casa.

Degustação da Coxinha de Queijo no Kiosque da Roseira

coxinha de queijo
As coxinhas de queijo e uva no Kiosque da Roseira
coxinha de uva
Fotos: reprodução Instagram

Para finalizar, provamos a famosa coxinha de queijo no Kiosque da Roseira. Essa iguaria é tão especial que é considerada patrimônio imaterial de Jundiaí. E a versão doce, com uva, foi uma surpresa deliciosa! A coxinha de queijo é uma verdadeira paixão local e depois de provar, você nunca mais vai querer saber de bolinha de queijo (aliás, nem pense em falar uma atrocidade dessas por lá!).

A variedade de sabores no Kiosque da Roseira é impressionante. Além da tradicional coxinha de queijo, experimentamos uma de costela com queijo, que estava simplesmente divina. Para a sobremesa, a versão com uva é feita com massa de coxinha normal, mas leva suco de uva no preparo, recheio de geleia de uva e finalização com açúcar e canela. É uma explosão de sabores que vale a pena experimentar.

Onde Ficar

Quality Hotel Jundiaí
Para mim, particularmente, o hotel faz tão parte da viagem quanto o roteiro de passeio. Com fácil acesso a partir da estrada Anhanguera, o Quality Hotel Jundiaí é para quem não dispensa o clássico conforto e um tiquinho de luxo mesmo em viagens curtas. O hotel também tem sauna, academia, piscina e um café da manhã dos deuses, mas dessa vez não deu tempo de aproveitar tudo. Quem sabe na próxima?

Espero que tenham gostado deste roteiro e se sintam inspirados a conhecer os encantos de Jundiaí. Para saber mais sobre as rotas turísticas da cidade, acesse a página do Turismo Jundiaí. Até a próxima viagem!