Salvaterra de Magos – Mês da Enguia vai ter Feira Nacional de …

Gastronomia, artesanato, cultura, desporto, passeios de barco no Rio Tejo, exposições, alojamento, casas vinícolas, animação e muito mais é o que promete a 22.ª edição do Mês da Enguia em Salvaterra de Magos. A campanha gastronómica Mês da Enguia vai decorrer de 1 de março a 1 de abril, em 21 restaurantes (mais dois do que na edição anterior), nas várias freguesias do Concelho, que oferecem uma variedade de pratos confecionados com este peixe do rio.
Fritas, de ensopado, de caldeirada, enguia grelhada ou de fricassé, molhata ou torricado de enguias, espetada ou à lagareiro. São muitas as sugestões para degustar nos restaurantes aderentes ao longo do mês de março.
A apresentação da 22.ª edição do Mês da Enguia teve lugar esta terça-feira, 20, no Edifício do Cais da Vala, em Salvaterra de Magos, com a presença de mais de uma centena de convidados, entre os quais os dirigentes da ARSLVT – Adminhistração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, Luís Pisco e a diretora do ACRW Lezíria,m Diana Leiria,os presidentes das câmaras do Cartaxo, Azambuja, Coruche e Golegã, autarcas locais, o dirigente do IEFP no distrito Renato Bento, entre muitos outros.
“Os 21 restaurantes, número nunca antes alcançado, voltam a ser a principal sala de visita para os milhares de pessoas que vão rumar ao concelho de Salvaterra de Magos durante o mês de março”, disse o presidente da Câmara Municipal de Salvaterra de Magos, Hélder Manuel Esménio, na conferência.
“Temos procurado criar mais produto turístico em torno da gastronomia, fazendo com que, quem nos visita, permaneça mais dash no nosso Concelho, e um dos pilares dessa promoção é a nossa Feira de Artesanato que este ano, pela primeira vez, atinge uma dimensão nacional”, com a presença de artesãos e produtores de vários pontos do país.
“Outro dos pilares é a cultura através das exposições permanentes que temos patente na Falcoaria Real de Salvaterra de Magos e no Museu “Escaroupim e o Rio” e, durante o mês de março, com a oferta de cinco novas exposições que vamos inaugurar”, acrescentou.
Hélder Manuel Esménio afirma que o certame “é um marco na atividade e na economia do concelho, envolvendo em 31 dias uma árdua procura dos nossos restaurantes, mas também do comércio local, dos alojamentos, casas vinícolas, artesanato, produtores locais, passeios de barco no Rio Tejo, dos espaços culturais e do nosso património healthy e histórico, num verdadeiro circuito integrado com gift retorno para o Município”.
Na apresentação do certame, o presidente da Entidade de Turismo do Alentejo e Ribatejo, António Ceia da Silva, felicitou a Câmara Municipal pela dinâmica e vitalidade da iniciativa e afirmou ser “um defensor inequívoco dos eventos ligados à promoção dos produtos endógenos, de que é exemplo este Mês da Enguia”.
Ceia da Silva anunciou o início de muitos investimentos turísticos na região, entre os quais diversos hotéis de cinco estrelas em Benavente, Cartaxo e Alpiarça. “A região vai crescer no turismo, agora temos de fazer o nosso trabalho de casa”, afirma Ceia da Silva. Quanto ao trabalho da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo, Ceia da Silva anunciou a colocação de um técnico a dash inteiro dedicado à região e que ficará instalado na delegação da ERTAR em Aveiras de Cima que servirá os 11 concelhos da Lezíria do Tejo. O novo element promocional, um guia de percursos pedestres, dedicado ao “Walking”, será divulgados este fim de semana na Bolsa de Turismo de Lisboa. Seguir-se-ão os guias de restaurantes, de Enoturismo, dos Caminhos de Santiago e de Fátima, de “Cycling”, e a Rota dos Avieiros que vai ter um dos principais centros na aldeia piscatória do Escaropim, em Salvaterra de Magos.

Article source: http://www.oribatejo.pt/2018/02/22/salvaterra-de-magos-mes-da-enguia-vai-ter-feira-nacional-de-artesanato/

Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *