Sem categoria

Roteiro incrível faz ‘volta ao mundo’ de trem em 35 dias

Quando o escritor francês Julio Verne (1828-1905) escreveu “A Volta ao Mundo em 80 dias”, em 1873, com certeza não pensou que viajar por diversos países ao redor do globo se tornaria o desejo de muitas pessoas.

Em um mundo que cada vez mais as distâncias se encurtam através de rápidos e modernos aviões, viajar de trem ainda encanta muitas pessoas.

Foi pensando neste público que uma agência brasileira está organizando uma “volta ao mundo de trem” focada exclusivamente no público sul-mericano. Serão 30 dias de viagem, sete trens, três continentes e 15 cidades percorridas.

Divulgação

O roteiro abrange trs continentes com servios de hospedagem e entretenimento em Portugal, Frana, Rssia, Canad e EUAO roteiro abrange trs continentes com servios de hospedagem e entretenimento em Portugal, Frana, Rssia, Canad e EUA

O roteiro abrange três continentes com serviços de hospedagem e entretenimento em Portugal, França, Rússia, Canadá e EUA

Idealizado pela TT Operadora Lufthansa City Center, especializada em programas turísticos ferroviários internacionais, a viagem começa em 24 de agosto, em Lisboa (Portugal) e termina em Nova York (EUA), no dia 24 de setembro, passando ainda por França, Rússia e Canadá.

A bordo de vagões reservados, os viajantes irão experimentar as mais espetaculares paisagens e culturas, com desembarques garantidos em cidades icônicas como Paris, Moscou, Vancouver, entre outras.

Em Lisboa, o trem parte da estação Oriente, considerada um marco da arquitetura moderna desenhada por Santiago Calatrava. O Sud Expresso percorrerá um dos mais antigos caminhos ferroviários europeus, datado de 1887, com troca de trens em Hendaia.

Os viajantes degustarão um almoço especial no restaurante com cava própria “Maison Eguiazabal”, próximo à estação de conexão do Sud Expresso com o TGV, na fronteira com a Espanha.

Divulgação

site-trem-tgv-exteriorsite-trem-tgv-exterior

Um dos trechos da viagem será feito no moderno TGV, cuja velocidade antige mais de 320 km/h

Para dar um toque de adrenalina ao percurso, o grupo embarcará rumo à Paris (França) no moderno TGV (Train à Grande Vitesse), reconhecido internacionalmente pela velocidade de mais de 320  km/h. Na capital francesa, terão a oportunidade de apreciar a gastronomia parisiense em um dos cartões postais da cidade –a Torre de Montparnasse– de onde se tem uma vista indescritível de 360º.

A experiência ganhará novos ares culturais com o embarque no Expresso Paris-Moscou, que, desde 1896, mantém o título de uma das rotas transeuropeias mais longas, com 3.169 quilômetros. Enquanto atravessam cinco países em dois dias, o grupo desfrutará do tradicional e impecável atendimento nos vagões dormitórios e restaurante.

Divulgação

O Transiberiano passa por trechos da viagem O Transiberiano passa por trechos da viagem

O Transiberiano, que liga Moscou à Vladivostok, está no rota da “volta ao mundo de trem”

A partir de Moscou, a imersão histórica acontecerá no aniversário de exatos 100 anos da lendária Transiberiana, com mais de 9.000 quilômetros de extensão. Um jantar de boas-vindas será oferecido na capital russa, para detalhar o centenário da ferrovia. O trem seguirá com destino à Vladivostok, com paradas em algumas das áreas de mais difícil acesso do mundo, incluindo vilarejos típicos e mercados locais, às margens do místico lago Baikal.

No único trecho aéreo da viagem, os viajantes partirão de Vladivostok e desembarcarão em Vancouver (Canadá), onde a paisagem se modifica ainda mais.

A jornada de trem será retomada a bordo do luxuoso Rocky Montaineer e o clássico vagão panorâmico, ideal para observar as estonteantes montanhas rochosas canadenses. Certamente, a cor esmeralda de Lake Louise poderá ser observada de perto, a beira do próprio lago, onde o roteiro dedica duas noites no charmoso Fairmont Chateau Lake Louise –único hotel às margens de Lake Louise dentro do Parque Nacional de Banff.

Divulgação

site-Trem-Rocky-Mountaineersite-Trem-Rocky-Mountaineer

No Canadá, parte da viagem será feita no luxuoso Rocky Montaineer com seu clássico vagão panorâmico

Por uma das rodovias mais cênicas do mundo, a Icefields Parkway, os viajantes acessarão a estação de Jasper, onde o trem The Canadian, da VIA Rail, aguardará a todos para percorrer o Canadá de costa a costa. O desembarque final da rota canadense ocorrerá na vibrante Toronto, de onde partirá o último trem da rota, o americano Amtrak – Maple Leaf, rumo à Nova York.

A “volta ao mundo” termina no dia 24 de setembro com um jantar de encerramento, no Central Park. A empresa não informou os valores.

Saiba mais em www.voltaaomundodetrem.com.br