Destinos, Principais, Viagem

Visita ao Edifício Martinelli: vale a pena?

Edifício Martinelli

O Edifício Martinelli é um daqueles lugares de São Paulo cheio de história e mistério. Considerado o primeiro arranha-céu da cidade, o seu mirante esteve fechado para visitação durante 2 anos e reabriu ano passado. Claro que a equipe do Mídia Turis foi conferir o passeio e vamos contar tudo para vocês.

O icônico prédio está localizado entre as ruas São Bento, Líbero Badaró e a Avenida São João, bem no coração de São Paulo. O seu mirante dá uma visão de 360º da cidade e passeio é gratuito, basta agendar no site.

Edifício Martinelli

A visita é uma verdadeira aula de história e curiosidades, feita com um monitor que vai contando sobre o surgimento do edifício e todas as sua polêmicas. Sabia que o local é considerado um dos pontos mal assombrados da cidade?

Atualmente, o Edifício Martinelli é sede das Secretarias Municipais de Habitação e Planejamento, as empresas Emurb e Cohab-SP e o Sindicato dos Bancários de SP.

Existe um projeto com o nome de Observatório Martinelli que visa revitalizar o terraço do prédio para receber restaurantes, lojas, cafeterias, exposições sobre a história do local e atividades culturais, mas ainda não existe previsão de inauguração.

Com certeza, o local vale a pena a visita. Sem contar que é uma opção para as pessoas que não conseguem realizar uma visita ao Farol Santander (que fica bem próximo), seja por não ter mais vagas ou pelo preço.

Vale o selo de qualidade Mídia Turis.

Vista do Edifício Martinelli

Um pouco mais sobre o Edifício Martinelli

Idealizado pelo imigrante italiano Giuseppe Martinelli, o Edifício foi inaugurado em 1929 com apenas 20 andares. Com o passar dos anos, novos pisos iam complementando a construção. O objetivo de Martinelli era chegar aos 30 andares.

O obra gerou muita polêmica na época, pois até então não tinha nenhum prédio de grande altura em São Paulo. Os mais altos eram apenas com 10 andares.

O prédio assistiu muito da história da capital. Símbolo arquitetônico, ele já foi ponto de encontro da alta sociedade paulista. Por lá já passaram estabelecimentos como o Cine Rosário e o luxuoso Hotel São Bento.

https://www.instagram.com/p/B7GZKNPnrqX/

Apesar de ser o idealizador do prédio e dar seu nome a ele, a propriedade ficou nas mãos do Martinelli até 1934. Neste ano, ele já estava endividado por conta da longa duração da obra e da crise econômica de 1929. Assim, ele teve que ceder o edifício para o governo italiano, pois havia pedido um empréstimo para eles para finalizar a obra.

Depois disso, o lugar passou a ser chamado de Edifício das Américas e ficou quase abandonado.

Quase duas décadas depois, o local já estava deteriorado. Na década de 1960, era praticamente um cortiço, onde aconteciam diversos crimes, sendo também ponto de prostituição. É dessa época que vem as histórias mais macabras do Edifício Martinelli.

Só então, em 1975, o atual prefeito desapropriou o lugar e começou um projeto de revitalização, com limpeza da fachada e modernização dos sistemas hidráulicos e elétricos. Em 1979, foi reinaugurado já como sede e repartições do governo.

Quer saber mais sobre o Edifício Martinelli? Acompanhe em nosso Instagram e Facebook.

Serviço

A visitação é gratuita e deve ser agendada neste link.

Agendamento de grupos somente por e-mail: comunicacao@prediomartinelli.com.br

Horários

• Diariamente: 11h – 12h – 13h – 14h30 – 15h30 – 16h30 – 17h30 – 18h30 – 19h30
• Tempo de visitação: aproximadamente 40-45 min.

• Participantes: máximo de 15 pessoas por visita.

• Entrada: Avenida São João, 35.

Sobre o autor

Jornalista apaixonada por livros, comida e viagens

(1) Comentário

  1. […] Procurando mais programação em São Paulo? Que tal visitar um dos edifícios mais importantes da cidade? Confiram: http://www.midiaturis.com.br/visita-ao-edificio-martinelli-vale-a-pena/ […]

Comentários estão encerrado.