Trade

Visit USA bate recorde de inscrições em São Paulo

Ricardo Zuniga, consul geral, Camille Richardson, conselheira comercial, Michael Mckinley, e Jussara Haddad

Ricardo Zuniga, cônsul geral, Camille Richardson, conselheira comercial, Michael Mckinley, embaixador americano e Jussara Haddad, do consulado

O Visit USA 2017, evento oficial do turismo americano no Brasil, reuniu cerca de 700 agentes de viagens nesta segunda (27), em São Paulo. Segundo Jussara Haddad, do Consulado Americano, foram mais de 1500 inscrições antecipadas, um número recorde para o evento. Nesta edição, o número de expositores também aumentou, chegando a 50. Entre eles estão operadoras, atrações turísticas, hotéis, locadoras, órgãos oficiais de turismo, parques temáticos e serviços, que apresentarão ao longo do dia suas novidades aos participantes.

De acordo com o embaixador americano no Brasil, Michael Mckinley, os últimos dois anos foram difíceis para economia, porém, o mercado brasileiro dá sinais de recuperação. “Estamos otimistas para 2017. A realidade das vendas já melhorou e o turismo é um dos setores com maior potencial de crescimento. O Visit USA é essencial para promovermos os destinos americanos aos brasileiros e incentivar o fluxo de turistas entre os países”, disse.

Apesar de um ano de recessão, a expectativa é que o volume de turistas brasileiros nos EUA chegue a 2 milhões. Segundo dados do Consulado, até junho de 2016 foram registrados pouco mais de 1 milhão de brasileiros. Os números finais serão divulgados no IPW.

Os dados ainda mostram que o Brasil passou para 7ª posição de emissor para os EUA, sendo o maior da América do Sul (30%). Em 2015, dos 77,5 milhões de turistas estrangeiros, 2,2 milhões eram brasileiros que gastaram US$ 14,4 bilhões no país, tendo Flórida, NY e Califórnia como destinos preferenciais. E a principal motivação das viagens foi compras (89%), seguida por sightseeing (69%) e parques temáticos (51%).

Veja fotos dos agentes que participaram do Visit USA 2017

VISTOS
Segundo o embaixador americano, o processo de liberação de vistos para brasileiros está em pauta para os EUA. Mesmo diante da nova política do presidente Trump, o embaixador afirmou que os vistos para os brasileiros continuarão a ser facilitados. Segundo ele, em 2016 o volume de solicitações de vistos por brasileiros aumentou, enquanto a burocracia e o tempo de retirada do visto diminuíram nas embaixadas. A ideia é abrir novas embaixadas no Brasil, mas as cidades ainda não foram anunciadas.