Trade

United cria tarifa “basic economy” com a promessa de praticar o menor preço; entenda

United Tails

United Airlines dá uma chacoalhada na indústria norte-americana

A partir de janeiro de 2017, os passageiros da United Airlines terão mais uma opção de tarifas para viajar. Conhecida como “basic economy”, a nova tarifa de classe chega para concorrer com os preços praticados até pelas companhias low-costs em viagens domésticas pelos Estados Unidos. A tendência é que a nova política de tarifas faça a companhia economizar até US$ 4,8 bilhões nos próximos quatro anos. Por outro lado, a “basic economy” trará uma série de limitações aos seus passageiros.

Companhia economizará mais US$ 1,6 bilhão com conversão de aeronaves

Tanto é que a United Continental se tornará a primeira companhia norte-americana a limitar os seus clientes “basic economy” a guardar suas bagagens de mão no compartimento acima dos assentos, espaço que será reservado para aqueles que desejam pagar mais. Com isso, os que pagam menos só poderão embarcar com uma peça e que caiba no espaço que está embaixo da poltrona à sua frente. “Os clientes nos pediram para terem mais escolhas e a basic economy entrega justamente isso”, afirma adiretora Operacional da United, Julia Haywood.

“Esta nova oferta de tarifas proporciona aos passageiros a opção de pagar menos para chegar aos seus destinos, enquanto ainda recebe a mesma experiência padrão de nossas aeronaves, incluindo alimentos, bebidas, Wi-Fi e entretenimento à bordo”, disse a United em nota. Entre as não-regalias, está a proibição de escolher o assento, que só será selecionado no dia da viagem, o embarque por último, ou seja, após todos os passageiros, agora no chamado grupo 5, e o direito de levar apenas uma bagagem de mão que caiba abaixo do assento a sua frente.