Principais

Turismo colaborativo: bom para hostels e viajantes

novoLogoWorldpackersnovoLogoWorldpackers É galera…o dólar esta alto, o sonho de viajar e explorar o mundo é grande, mas parece que a conta não fecha. Certo? Calma, já existe uma solução para este problema e ela se chama turismo colaborativo.

Mas para isso acontecer, mais e mais pessoas precisam entender que é necessário dividir ao invés de acumular. E é isso que Marina Moretti, fundadora do Ô de Casa Hostel, em São Paulo, fez ao abrir o portão de seu hostel na Vila Madalena, para viajantes Worldpackers dispostos a trocar suas habilidades por hospedagem. Ela reconheceu que um hostel não é feito só de beliches e recepção, mas sim de pessoas. Compartilhar é a forma que encontrou para prosperar em um momento de crise, além de possibilitar que as pessoas continuem viajando.  

Fotos: Divulgação

Fotos: DivulgaoFotos: Divulgao

Ajudar no Bar do Ô de Casa é bom para ficar expert em caipirinhas e também para praticar outras línguas

Na cidade de São Paulo, mais de 32 hostels fazem este mesmo tipo de troca. E só no Ô de Casa, mais de 30 viajantes já se beneficiaram desta forma colaborativa de viajar. Eles receberam cama, café da manhã e a oportunidade de fazer do hostel a sua própria casa, promovendo festas e recebendo amigos. Em troca, os viajantes ajudam no bar, na limpeza e no atendimento aos hóspedes. Mas também existem outras oportunidades disponíveis, como para cozinheiros, blogueiros, fotógrafos, produtores de vídeo, músicos e outros.

Ser um Worldpacker em São Paulo é curtir boas festas, fazer novos amigos e relaxar, tudo ao mesmo tempo

No entanto, além de dividir, o turismo colaborativo se baseia em relações justas e expectativas alinhadas. Não há espaço para oportunistas, o espírito tem que ser de comunidade e isso fica muito claro para quem se aventura como Worldpacker no Ô, como chamam os mais íntimos.“Eu conheci pessoas fantásticas, fiz novos amigos, desenvolvi novas habilidades e tive uma experiência inesquecível. Ficar no Ô de Casa foi um importante capítulo da minha vida. Marina é uma pessoa incrível, muito atenciosa e promove uma perfeita atmosfera para que todos colaborem!”, conta o viajante Oleh Myslinskyy, da Ucrânia.

Foto de despedida dos Worldpackers que fizeram do Ô de Casa a sua própria casa durante o mês de agosto

Quer mais? Confira essa e outras oportunidades no Brasil ou no mundo para trocar suas habilidades por acomodação pela Worldpackers.

Samba e churrasco organizado pelos Worldpackers do  de CasaSamba e churrasco organizado pelos Worldpackers do  de Casa

Samba e churrasco organizado pelos Worldpackers do Ô de Casa

Worldpackers e hspedes curtindo o pr do sol no Parque do IbirapueraWorldpackers e hspedes curtindo o pr do sol no Parque do Ibirapuera

Worldpackers e hóspedes curtindo o pôr do sol no Parque do Ibirapuera

Por Worldpackers