Trade

Temporada de baleias aquece turismo e economia do Uruguai

foto ballenas1

Aparições terminam em Florianópolis, em novembro.

De julho a novembro, é comum que as baleias Francas subam para a costa do Uruguai. Com o objetivo de buscar águas tranquilas para se reproduzirem e amamentarem os filhotes, esse fenômeno biológico da fauna marinha acabou por tornar-se um dos focos do turismo do Uruguai, chamando a atenção de turistas e moradores e, consequentemente, movimentando a economia local.

A aparição das baleias Franca Austral começa na Antártida, passando por Porto Madryn (Argentina) e logo sobem as costas uruguaias, terminando em Florianópolis em novembro. Durante esses meses, muitos curiosos se aproximam das praias para apreciar o espetáculo das baleias, embora não seja possível chegar a menos de 300 m deles, salvo em casos expressamente autorizados. A observação é feita especialmente nas regiões de Rocha e Piriápolis.

O turismo de observação de cetáceos é realizado hoje em mais de 100 países, gerando US$ 2,1 trilhões por ano. No Uruguai, ele pode ser feito em terra firme ou em embarcações de empresas especializadas, dentro das leis nacionais e internacionais para a prática da atividade.

PRESERVAÇÃO

Visando um melhor aproveitamento desse período, o Ministério de Turismo do Uruguai junto a instituições locais lançou uma nova edição da campanha de conscientização para preservar e respeitar os cetáceos. Além dela, leis e decretos como o 261/02 regulamentam a observação para que não se perturbe a chegada e estadia dos animais.