Sem categoria

Setor de turismo registra baixa nas vendas de pacotes de viagem

As companhias aéreas adotaram algumas mudanças no início do ano. Essas mudanças não foram vistas como bons olhos, principalmente, pelos setores que fazem parte das agências de turismo de Sergipe. Um dos principais problemas apontados está na necessidade de um maior número de conexões, que acarreta mais tempo para quem precisa sair ou chegar ao estado.

“Com esses remanejamentos obtidos, houve uma queda na venda de pacotes e as agências de viagem já estão sentindo essa realidade. Um dos fatores que contribuíram com isso foi a mudança nos horários dos voos, o que dificulta a entrada e saída de pessoas”, diz o conselheiro da Abav, José Alberto Balbino.

As passagens estão mais caras, as opções de voos foram reduzidas e as conexões aumentaram. A queda no setor já chega a 10% nas vendas nas principais agências de viagem.  As mudanças já representam 12 mil assentos a menos por mês nos voos diários. 

“O setor privado junto com o Governo do estado está abrindo uma rodada de negociações com as companhias aéreas, onde será negociada a redução da alíquota de ICMS sobre o querosene de aviação, o que possibilita a volta dos voos que foram retirados e negociar investimentos na malha aérea”, afirma o Coordenador da Câmara de Turismo, Ailton Júnior.

Os preços das passagens variavam entre R$ 550 e R$ 750, agora, vão de R$ 1.400 a R$ 2.200 a depender do destino. Além de Sergipe, as negociações ainda não foram concluídas nos estados de alagoas, Bahia e Piauí.