Saiba como se comemora o Dia das Mães ao redor do mundo

Todos os anos, como gratidão, dedicamos um dia às nossas mães. A celebração pode não acontecer no mesmo dia, ou ter diferentes rituais, mas é um dia festejado com muito amor. Quem sabe você pode adotar algumas das tradições.

Etiópia

Créditos: Viramundo e Mundovirado

Da Etiópia passando pelo Nepal e até à Argentina, veja como as pessoas homenageiam as mães

Ao contrário de qualquer outro lugar do mundo, as mães etíopes ganham uma festa que dura três dias, a Antroshts. Embora não haja uma data fixa, a celebração é realizada todos os anos no final da estação chuvosa, geralmente em outubro ou novembro. As famílias se reúnem logo pela manhã, mães e filhas se ungem com manteiga, enquanto os homens cantam.

Nepal

Na nação montanhosa do Nepal, o Dia das Mães é chamado Mata Tirtha Aunsi, e geralmente cai no primeiro mês do calendário local, Baishakh, que corresponde a abril. Muitos filhos em todo o país mostram seu apreço por suas mães dando carinho, presentes e passam o maior tempo possível com ela. Alguns realizam ainda uma peregrinação até a aldeia Mata Tirtha, em Katmandu.

Argentina

Na Argentina, o Dia das Mães é celebrado na primavera e no terceiro domingo de outubro. Originalmente o dia coincide com a comemoração da Maternidade da Virgem Maria, que se celebra no dia 11 de outubro. Na década de 1960, o feriado católico foi transferido para o dia 1 de janeiro, mas os argentinos se mantiveram fiéis a data de outubro.

Tailândia

Na Tailândia, o dia é comemorado em 12 de agosto, que corresponde ao dia do aniversário da rainha Sirikit, considerada a mãe de toda a nação. Neste feriado nacional, o ar é preenchido com o doce perfume dos jasmins, e para manter a tradição os filhos dão um buquê dessas perfumadas flores, cuja cor branca simboliza a pureza do amor de uma mãe para com seu filho. O dia é também uma das festas públicas em honra a rainha, e é celebrado com fogos de artifício perto do Grand Palace, em Bangkok.

Sérvia

O Dia das Mães na Sérvia e alguns dos países vizinhos vem com uma tradição divertida e incomum: o Dia das Mães, o das Crianças e o dos Pais é celebrado em três domingos consecutivos no mês de dezembro.

No Dia das Crianças, elas são amarradas e só serão soltas se prometerem se comportar bem. No domingo seguinte é a vez das mães serem amarradas e para serem libertadas devem dar pequenos mimos aos filhos. Finalmente, no outro domingo, o pai é amarrado para ser solto só se cumprir a promessa de dar muitos presentes no Natal que se aproxima.

Bolívia

Créditos: Viramundo e Mundovirado

As mães bolivianas têm reconhecimento extra

É fato consumado que todas as mães são super-heroínas. Mas as mães bolivianas têm reconhecimento extra. Ali o Dia das Mães está ligado a um acontecimento histórico. Durante a Guerra da Independência, em 1812, na cidade de Cochabamba, os maridos, filhos e irmãos haviam sido mortos nos conflitos com os espanhóis. Em 27 de maio, um grupo de mulheres tomou as armas e lutou bravamente para protegerem seus filhos na colina de San Sebastian. Embora vencidas, a coragem dessas mulheres é celebrada todos os anos nesse dia.

Egito

Foi o primeiro país árabe a celebrar em 1956, o Dia das Mães. A idéia havia sido proposta pelo jornalista Mustafa Amin em 1943, quando ele soube da história de uma mãe ignorada por seu filho. Ela se sacrificou para que ele estudasse medicina, mas quando formado não demonstrou sua gratidão. Gamal Abdel Nasser, presidente do Egito na época, aceitou o feriado que acontece a cada 21 de março, marcando o primeiro dia da primavera.

Panamá

O Panamá leva maternidade tão a sério que o dia é realmente mais que um feriado nacional. A cada 8 de dezembro, o Dia das Mães ali coincide com a Festa da Imaculada Conceição. Naquele dia e na noite anterior, pequenas bandas improvisadas vão de casa em casa cantando para mães. É vez dos homens cozinharem as refeições enquanto as mulheres se preparam para um dia cheio de homenagens.

Irlanda do Norte e Irlanda

Celebrado desde o século 16, “Mothering Sunday” acontece na Quaresma três semanas antes da Páscoa. Durante uma caminhada crianças e jovens pegam flores para apresentá-las na igreja ou para dar às suas mães. Após o serviço religioso, as pessoas vão para casa para desfrutarem do tradicional bolo Simnel, feito de frutas e coberto com marzipan.

Imagem AutorImagem Autor

Site de viagens e descobertas. Sugestões para despertar a mudança que o viajante, mesmo sem o saber, deseja. Viajar muda também seu interior, daí “viajar para se descobrir”

+ posts do autor

Rede Viagem Livre

Este conteúdo – assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios – é de responsabilidade do usuário da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Article source: https://viagem.catracalivre.com.br/geral/mundo-viagem/indicacao/saiba-como-se-comemora-o-dia-das-maes-ao-redor-do-mundo/

Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *