Sem categoria

‘Rota Cervejeira’ vai beneficiar turismo na Região Serrana do Rio

A Terezópolis, cervejaria em Teresópolis, está no roteiro da Rota Cervejeira (Foto: Divulgação/Marcelo Horn)A Terezópolis está no roteiro (Foto: Divulgação/
Marcelo Horn)

Os visitantes que conhecem a Região Serrana do Rio ganharam um atrativo turístico saboroso com a ‘Rota Cervejeira do Rio de Janeiro’, lançado no fim do ano passado, que oferece um roteiro pelas melhores cervejarias artesanais de seis cidades. Agora, o governo do estado quer consolidar esse roteiro que passa por Petrópolis, Teresópolis, Nova Friburgo, Cachoeiras de Macacu, Santa Maria Madalena e  Guapimirim. Nesta semana, o Secretário de Estado de Turismo, Nilo Sergio Felix, se reuniu com Alexandre Zubaran, consultor do projeto, e Mozart Rodrigues, Presidente do Grupo Arbor (proprietário da Cervejaria St.Gallen), para alinhar estratégias de promoção deste roteiro, que vai beneficiar todo o turismo na Serra.

O objetivo do projeto é proporcionar aos visitantes uma imersão na cultura da cerveja, na gastronomia, misturado ao rico cenário de montanhas, cachoeiras cristalinas, parques naturais e tantos outros atrativos turísticos da região.

A Secretaria Estadual de Turismo/TurisRio vai incluir a Rota Cervejeira no material de divulgação em eventos, ações e feiras nacionais e internacionais.

“O Governo do Estado entende que a rota cervejeira é um enorme atrativo turístico para o interior do estado. A cerveja é uma bebida muito difundida no Brasil e no mundo todo. É um tema que agrada e atrai visitantes. É importante apresentar ao público mais este diferencial do Estado do Rio. Por isso estamos incluindo a pauta em nosso material de divulgação e folheteria em eventos nacionais e internacionais de divulgação do turismo fluminense”, explicou o secretário.

Para o secretário, a rota tem tudo para se tornar um forte produto do turismo fluminense, já que o potencial turístico dos municípios participantes do projeto é muito significativo.

“É mais um atrativo para o nosso estado que pode beneficiar o setor turístico da serra, gerando empregos, renda e melhorando a qualidade de vida das pessoas”, observou.

Vale lembrar que o Brasil ocupa atualmente a terceira posição do ranking como produtor e consumidor de cerveja no mundo e o setor representa 12% da indústria nacional e 2% do PIB do país. Hoje, no estado do Rio de Janeiro, cerca de 350 mil empregos diretos e indiretos estão ligados à produção de cerveja.