Trade

Pesquisa do IBGE aponta crescimento turístico no Espírito Santo

praia Riacho Doce  Conceio da Barra, Esprito Santo

praia Riacho Doce – Conceição da Barra, Espírito Santo

O turismo no Espírito Santo cresceu e se desenvolveu no último ano segundo o que aponta os resultados da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), divulgado no dia 16 de fevereiro.

No levantamento, feito em 12 estados, o Espírito Santo teve um volume maior nas de venda das atividades turísticas em dezembro de 2017. O estudo mostra que as atividades capixabas cresceram 5,4%, ficando em quinto lugar de crescimento e acima da média do Brasil, que foi de 2,8%.

Quando comparado ao mesmo período do ano de 2016, em dezembro, o resultado da pesquisa mostrava um crescimento de 11,2% das atividades turísticas do Espírito Santo. Nessa comparação outros estados aparecem com dados positivos, entretanto, o estado Capixaba sobe para quarto lugar entre os estados que mais cresceram no setor.

“Com o estado organizado, o destino se torna mais atraente para o turista. Os dados positivos da pesquisa também são resultado do trabalho de toda equipe da Secretaria de Estado de Turismo (Setur) na gestão, divulgação, promoção do Espírito Santo”, afirmou o secretário Estadual de Turismo, Nerleo Caus.

Já no Mapa do Turismo Brasileiro, a pesquisa revela a melhoria do desempenho de destinos importantes como Aracruz, Conceição da Barra, Domingos Martins e Linhares no Espírito Santo, 15 cidades tiveram crescimento econômico pelo setor, seja por terem aumentado o número de empregos através do turismo, ampliado os estabelecimentos formais de hospedagem ou o fluxo de turistas domésticos e internacionais.

“A melhoria na classificação de um destino importante como Aracruz, Conceição da Barra, Domingos Martins e Linhares mostra que nossos municípios têm trabalhado cada vez mais para fortalecer a atividade turística. No que diz respeito ao Ministério do Turismo estamos atentos às demandas do setor como melhoria de infraestrutura, legalização e qualificação dos serviços”, avaliou o ministro do Turismo, Marx Beltrão.