Destinos

O Oriente Médio através do Turismo de Empatia

Arquivo pessoal

12316509_10154423816534386_3359331682313875987_n12316509_10154423816534386_3359331682313875987_n

Mulheres passeiam no centro de Arbil, capital do Curdistão iraquiano


Algumas dessas memórias nunca mais serão revisitadas, nem que o conflito acabe. É o caso do “jardim secreto” do doutor Muzahim, refugiado iraquiano que generosamente me leva para passear no Mosteiro mais antigo do Iraque, através das suas histórias sobre sábados de sol e horizontes amplos. Isso antes do Estado Islâmico dominar Mosul, sua cidade natal, marcando a sua casa, roubando seus sonhos e o obrigando a partir, por tempo indeterminado. Talvez o ISIS ainda não saiba, mas ao contrário do que mostram as imagens via satélite, o Mosteiro continua inteiro, na fala e no coração de Muzahim. E é tão lindo, que até uma forasteira como eu consegue sentir o vento, ouvir os sinos, sonhar com o voo livre dos pássaros…