Principais

O melhor roteiro para aproveitar os bares de BH em uma final de semana

Mais de 12 mil bares espalhados por suas ruas renderam a Belo Horizonte o título de capital dos bares. Pensando nisso, o Dubbi, site brasileiro que tira dúvidas de viagem, preparou um roteiro para aproveitar os melhores balcões, cervejas e cachaças da cidade em um final de semana.

Divulgação/VisitBrasil

Divulgao/VisitBrasilDivulgao/VisitBrasil

Casa do Baile, na lagoa da Pampulha, em BH

Sábado

12h30

Nosso roteiro começa na hora do almoço de sábado. Para abrir com estilo os trabalhos, o viajante Diego Palomo, de São Paulo, indica o restaurante Xapuri, na rua Mandacaru. “As porções são caprichadas, tal como a tradição mineira, e o ambiente lembra uma fazenda”, diz.

Algumas das boas pedidas são o frango jeca (frango ensopado com creme e rodelas de milho), o Carret ao Melaço (com arroz, feijão, purê de mandioca com requeijão da roça e taioba refogada) e a porção de ovo frito na manteiga.

Para beber, que tal experimentar uma caipirinha com cachaça mineira?

15h

Divulgação/VisitBrasil

Divulgao/VisitBrasilDivulgao/VisitBrasil

Igreja de São Francisco de Assis

Depois de se fartar de comer, que tal ir à lagoa da Pampulha e simplesmente sentar à beira da água e observar a paisagem. Afinal, é preciso se preparar para a noite da cidade. Se tiver pique, o conjunto arquitetônico do local inclui a Igreja de São Francisco, Museu de Arte da Pampulha, Casa do Baile, estádio do Mineirão, Jardim Zoológico e Parque de Diversões Guanabara.

18h

A Praça Israel Pinheiro, mais conhecida como Praça do Papa, depois que o papa João Paulo 2º rezou uma missa campal nos anos 1980, é um roteiro obrigatório. A praça fica no pé da Serra do Curral e tem a vista panorâmica mais bonita de Belo Horizonte. O lugar é ideal para ir com os amigos, levar uma garrafa de vinho ou um fardo de cerveja e apreciar o pôr do sol.

20h

Nélio Rodrigues/Prefeitura BH

Nlio Rodrigues/Prefeitura BHNlio Rodrigues/Prefeitura BH

Vista do bairro Savassi

 

Savassi. Esse é o nome do bairro que todo mundo que quer conhecer a boemia da capital mineira precisa conhecer. Rua Antônio de Albuquerque, rua Curitiba, rua Sergipe, rua Rio de Janeiro, rua da Bahia, rua Fernandes Tourinho. Basta ir a qualquer uma delas para encontrar dezenas de opções de bares, dos mais diferentes estilos, de jazz a bossa nova, passando por um mais sertanejo ou mais de rock. É só escolher o que mais combina com você.

Domingo

0h

No meio do agito da Savassi, é praticamente impossível não ceder à tentação de esticar a noite para uma balada. O bairro tem boas opções para dançar e conhecer gente madrugada afora, como Amsterdam Pub, A Obra, Emme Lounge, Roxy Clube, Royalt Club, D Duck Club. Para o público LGBT, a boate Josepine Roxxy.

10h

Divulagção/Prefeitura BH

Divulago/Prefeitura BHDivulago/Prefeitura BH

Todos os domingos ocorre a feira de artesanato na avenida Afonso Pena

 

Ok, você vai ter dormido lá pelas 5h, 6h da manhã, mas quem está viajando tem que aproveitar ao máximo. A dica do viajante Rodrigo Maciel é visitar a feira de artesanato na avenida Afonso Pena, que acontece todo domingo, das 6h às 14h. Atualmente, ela possui mais de 2.500 expositores divididos em alimentos, artesanato, roupas, sapatos, infantil, pinturas. As barracas são de cores diferentes de acordo com o setor para facilitar a localização. Ainda é ponto de encontro de músicos e estátuas vivas. A maioria das barracas aceita cartão de crédito, porém é sempre bom levar dinheiro.

13h

É hora de ir ao centro da cidade e comer em algum boteco –nesses lugares, o preço é mais em conta e a qualidade da comida continua excelente. Não importa muito a hora, os botecos vão estar cheios, e a cerveja sempre bem gelada.

17h

Para encerrar o roteiro, visite o bairro de Santa Tereza –o segundo reduto mais boêmio da cidade, também com diferentes opções de locais que vendem cerveja gelada e a inconfundível cachaça mineira. Como daqui a pouco você vai pegar o ônibus, o carro ou avião de volta para casa, uma sugestão bem leve: uma pizza na Parada do Cardoso. O cardápio tem pizzas tradicionais e pizzas mais elaboradas, como a de brie com damasco, a indiana e a japonesa.

Tem mais dicas de bares em BH? Então deixe seu comentário lá no Dubbi e inspire viajantes.