Trade

Museu de espionagem ‘interativo’ abre as portas em Berlim

A capital alem inaugurar neste sbado (19) o primeiro museu da Espionagem interativo, uma viagem no tempo na qual so mostrados objetos originais utilizados pelos agentes secretos ao longo da histria e testemunhos.

O diretor do museu, Joachim E. Thomas, explicou em entrevista coletiva que no havia “melhor” cidade para receber esse tipo de museu, j que Berlim foi considerada a “capital da espionagem” durante a Guerra Fria.

O museu conta com 14 sees dedicadas, entre outros captulos, Primeira e Segunda Guerra Mundial, aos agentes duplos e ao agente especial 007.

“No s queramos oferecer algo analgico ao pblico, mas tambm interativo”, explicou o assessor-chefe do museu, Carsten Kollmeier.

Atravs de 200 telas LED, os visitantes podem escutar as entrevistas realizadas pelo curador do museu, Franz Michael Gnther, com especialistas em espionagem como o professor Wolfgang Krieger, com temas como as atividades da Stasi –a Polcia secreta da Repblica Democrtica Alemanha– e o caso do ex-analista da Agncia Nacional de Segurana americano, Edward Snowden.

O Museu da Espionagem oferece “uma viagem no tempo” por meio de sua histria: desde os antigos egpcios e babilnios, passando pela Idade Mdia, at chegar sociedade atual, com o debate aberto sobre redes sociais, proteo de dados e segurana.

H mais de 300 objetos originais expostos nas vitrines, um telo que mostra as zonas de espionagem em Berlim em 1945, ao trmino da Segunda Guerra Mundial, e um espao interativo.

Seu principal objetivo, depois da abertura, estar no “top ten” dos museus berlinenses.