Trade

Museu americano dedicado à memória da escravidão é aberto em Louisiana

Pouco mais de 151 anos aps a abolio da escravatura nos Estados Unidos, o pas ganhou seu primeiro museu dedicado ao tema. Localizado em Wallace, cidade a cerca de uma hora de Nova Orleans, no Estado da Louisiana, o museu Whitney Plantation abriu no comeo de dezembro do ano passado.

O local busca mostrar ao visitante a histria da escravido na Louisiana e tambm chamar a ateno para a explorao vivida pelos escravos que moravam ali.

Na propriedade, h murais com os nomes das mais de 350 pessoas escravizados pela famlia Haydel (primeira proprietria do local). Os dados foram recuperados a partir de documentos oficiais. Esto expostas informaes pessoais dos escravos, como origem, idade e habilidades, que eram usadas para atribuir um valor a eles.

O museu tambm exibe memoriais com os nomes de todos os escravos que constam na base de arquivos histricos da Louisiana de 1719 a 1820. So 107 mil nomes gravados em 216 placas de granito organizadas em 18 murais com imagens e frases relacionadas escravido.

Uma das partes mais marcantes do museu so as 40 esttuas denominadas “filhos de Whitney” feitas pelo artista Woodrow Nash, de Ohio, representando as crianas escravizadas e mortas no local.

A rea do “campo dos anjos” exibe os nomes de 2.200 crianas que foram escravizadas e morreram na fazendo entre 1823 e 1863, com mdia de idade de trs anos.

Uma escultura com a imagem de um anjo negro carregando um beb aos cus, criada por Rod Moorhead, artista do Mississippi, est instalada no meio do campo.

Entre as construes originais da propriedade esto a casa-grande, a casa do capataz, sete cabanas de escravos, celeiros e a cozinha, a mais antiga da Louisiana, construdo no final do sculo 18.

ARQUITETURA

A casa-grande foi construda em alvenaria e madeira no final do sculo 18. Sua expanso para o tamanho atual ocorreu em 1815. Com 14 quartos, uma das primeiras construes crioulas da Louisiana.

Era ali que trabalhavam os escravos domsticos que eram responsveis por tarefas como limpeza, lavar e passar roupas, cuidar das crianas, servir refeies e abanar os donos enquanto comiam.

O celeiro, em estilo francs, o ltimo do tipo existente nos Estados Unidos e sua construo data da mesma poca da casa grande.

A rea antes ocupada pela plantao de acar pode ser visitada somente em tours guiados. J a interna liberada para visitas individuais.

Algumas reas do museu serviram de locao para as filmagens de “Django Livre” (2012), filme de Quentin Tarantino que conta a histria de um escravo.

O primeiro dono do local emigrou da Alemanha para os Estados Unidos em 1721. No incio dos anos 1800, seu filho mais novo, Jean Jacques Haydel, transformou a fazenda numa plantao de acar. A famlia era uma das maiores proprietrias de escravos do Estado.

O nome atual da propriedade, Whitney, surgiu depois da Guerra de Secesso (1861-1865), quando a fazenda foi comprada por um nova-iorquino que deu propriedade o sobrenome do seu neto.

Editoria de arte/Folhapress
Onde Fica Wallace
Onde Fica Wallace

WHITNEY PLANTATION
ONDE em Wallace, Lousiana; das 9h3
0 s 16h30; fechado s teras; whitneyplantation.com
QUANTO US$ 22 (R$ 68)