Destinos

Machu Picchu terá restrições de horários a partir de julho

Se você está planejando conhecer Machu Picchu é bom ficar atento. É que partir de 1° de julho o acesso ao sítio arqueológico sofrerá alteração.

Os turistas terão apenas dois turnos para visitar o local –das 6h às 12h e das 12h às 17h30– e o ingresso só será válido para um dos períodos. Atualmente não há limite de horário para entrar no santuário histórico, apenas restrição ao número de pessoas –2.500 por dia.

A reserva e venda de ingressos para os novos turnos poderão ser efetuadas a partir de 1º de junho.

Créditos: padchas/iStock

A partir de 1° de julho, os turistas serão obrigados a escolher o período em que pretendem visitar Machu Picchu

De acordo com a Dirección Desconcentrada de Cultura de Cusco, a medida visa “garantir um melhor fluxo de turismo, conservação e preservação, conforme o plano diretor do santuário histórico aprovado pela Unesco”.

Quem já comprou os ingressos antecipadamente para os meses de julho a dezembro deste ano terão sua validade mantida.

O ingresso para entrar em um dos sítios arqueológicos (Machu Picchu ou Huayna Picchu, montanha em frente) custa US$ 70 (R$ 225) adulto e US$ 41 (130) estudantes e crianças de 8 a 17 anos.

O legal é comprar o bilhete combinado Machu Picchu-Huayna Picchu, que permite visitar os dois locais e custa US$ 80 (R$ 253) e US$ 57 (R$ 180). Mais informações em: ingressomachupicchu.com

No ano passado, Machu Picchu recebeu o número recorde de visitação. Foram 1,4 milhão de pessoas — 11% do que em 2015.

A melhor época para visitar Machu Picchu é de maio a setembro, com um pico em julho.