Guia de Turismo Ilhabela (Part 1 – Praias)

Nossa Equipe visitou a Cidade de IlhaBela e trouxe diversas dicas especialíssimas “Do Que Fazer” “De Onde Comer” e “Onde se Hospedar”, para que vocês possam ficar antenados a tudo que a ilha pode oferecer, fizemos uma série com 5 matérias só com o que há de melhor! A primeira fala das praias do Norte e do Sul. Esperamos que Gostem!

Redação – Mídia Turis

Reconhecido oficialmente como a Capital Nacional da Vela, o arquipélago de Ilhabela, no litoral norte de São Paulo, é um dos maiores redutos de turistas do país. A charmosa ilha, de quase 350 quilômetros quadrados, possui 42 praias, mais de 300 cachoeiras e 27 mil hectares de Mata Atlântica, um dos biomas mais ricos e preservados do planeta. Para chegar, é preciso pegar uma balsa no município de São Sebastião, a 206 quilômetros da capital paulista.

Com 130 quilômetros de costa, as praias da ilha são paisagens paradisíacas. De águas cristalinas e areias claras, elas se podem ser calmas ou mais agitadas, agradando tanto a aventureiros quanto a famílias em busca de tranquilidade. O tour pelas praias é feito de carro pelo lado oeste da ilha ou de barco, pelo Leste.

Chegando às praias do Sul, o santuário ecológico da Praia das Pedras Miúdas, em frente à Ilha das Cabras, abriga uma das mais ricas comunidades de animais marinhos. Lá, os turistas podem fazer mergulho e contemplar os mais variados peixes e recifes de corais.

Além disso, entre as praias do Sul e do Norte da ilha está a Cachoeira da Toca, uma das mais conhecidas da região. O nome do local se refere à gruta da Toca, por onde passa o rio que desce as pedras formando um ‘tobogã’ para os visitantes. O local também é sede de um engenho de cana de açúcar, que produz uma das melhores marcas de aguardente da região. Perto dali, também ficam a Cachoeira Três Tombos, a Praia dos Castelhanos e a Praia do Bonete, grandes atrações da ilha.

praias-ilha-bela

PRAIAS – NORTE

Praia da Siriúba – Praia tranquila, e pouco frequentada, com mar muito calmo, mas que pode ter o seu cenário totalmente modificado em dias de vento pelos amantes do kitesurf, os quais tomam conta da praia com suas velas coloridas criando uma bela paisagem. No canto da praia encontra-se uma igrejinha escondida entre as pedras, transformando a praia em um lugar especial onde pode-se ver um lindo pôr-do-sol.

Praia do Arrozal – praia pequena; faixa de areia encoberta na maré cheia.

Praia do Pinto – Distante 6km ao norte da Vila, tem acesso por carro até um condomínio particular. A partir desse ponto, o acesso é feito a pé, cerca de 100m da praia. A larga faixa de areias claras é sombreada por coqueiros, flamboyants e chapéus-de-sol. Com muita gente bonita, a praia é indicada a pratica de esportes náuticos e, nos remansos mais calmos, à natação. A antiga colônia de pesca foi substituída por um moderno condomínio de casas de veraneio. Na praia, barracas vendem aperitivos.

img_20160825_140804

Praia da Armação – uma das mais procuradas por velejadores de monotipo pois, lá se encontra a escola de vela BL3. Além do charme das velas coloridas a praia possui um pequena igreja aonde se realizam cerimonias. É uma praia perfeita para quem quer ver as belezas da vela e a animação dos velejadores. Ao norte, FAROL DE PONTA DAS CANAS.

PEDRA DO SINO OU PRAIA DE GARAPOCAIA – mar calmo, coqueiros e larga faixa de areia; a 4 km da vila. Segundo historias caiçaras, o nome da praia se deve ao som emitido pelas pedras quando tocadas por objeto de ferro, sinal destinado a alertar contra ataques piratas.

sino

PRAIAS – SUL

Praia de Indaiaúba – Surge como um presente divino escondido no meio da mata. O mar azul, de uma aparência inacreditável, em contraste com a areia branca, é o perfeito cenário para quem acredita que a vida merece ser vivida. Um cartão postal ao vivo, e o melhor, você fazendo parte dele. Existem registrados vários naufrágios na região da Ponta da Sepituba e Ponta do Boi. A praia tem vários pontos indicados para a pesca de linha.

Praia do Bonete – areia branca e mar límpido; orla com arvore chapeus-de-sol; ventos fortes; ondas imensas, boas para surfe, no Canto Bravo. O RlBEIRÃO DO BONETE deságua a esquerda da praia. Vila de pescadores, a maior comunidade caiçara da Ilha, onde e possível hospedar-se. Acesso via marítima ou pela TRILHA DO BONETE, 13 km a partir da Ponta de Sepituba, com diversas cachoeiras.

A trilha para o Bonete começa na ponta da praia de Sepituba, ao sul da ilha. Exige bom preparo físico, mas não requer dotes de atleta profissional –basta que você não seja um completo sedentário para poder enfrentar o sobe-e-desce do caminho. As cachoeiras da Laje, com três piscinas e escorregador natural, e a do Areado ajudam a refrescar e reavivar os ânimos.

Praia do Veloso – águas tranquilas boas para mergulho; próxima ao Farol da Ponta Figueira, Areia monazítica. A TRILHA DO PICO DE SÃO SEBASTIÃO conduz ao ponto mais alto do arquipélago (1.379m); o acesso difícil toma fundamental a presença de um guia.

Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *