Trade

Fretamentos e cooperados estarão entre sinergias da Flytour Viagens e MMT Gapnet

Sylvio Ferraz, da MMT Gapnet, e Michael Barkoczy, da Flytour Viagens, conversam na nova sede da empresa

Sylvio Ferraz, da MMT Gapnet, e Michael Barkoczy, da Flytour Viagens, conversam na nova sede da empresa

Agora em um mesmo espaço, Flytour Viagens e MMT Gapnet passarão a trabalhar de uma forma mais integrada. O vice-presidente do Grupo Flytou Gapnet, Rui Alves, explicou que diferente das consolidadoras, as marcas das operadoras continuarão separadas, pois têm propostas, produtos e públicos diferentes, mas que elas já buscam sinergias para otimizar produtividade e custos.

“As duas atuam em nichos diferentes, mas estamos integrando back office e o operacional. Queremos o modelo de uma fábrica única de viagens”, contou Alves.

O presidente da Flytour Viagens, Michael Barkoczy, contou que é mais fácil e produtivo buscar parcerias com uma empresa do mesmo grupo e citou fretamentos, promoção cooperada e negociação com fornecedores como alguns dos exemplos do que será feito. “Este ambiente único nos aproxima e coloca no mesmo time. Vamos compartilhar muita coisa, trocar produtos e trabalhar de uma forma muito próxima”, explicou.

Por sua vez, o CEO da MMT Gapnet, Sylvio Ferraz, citou a facilidade de conversar com a outra operadora para identificar as oportunidades e discutir os processos que podem ser unificados. “Vamos discutir algumas coisas que fazem muito sentido. Fretamentos e bloqueios são algumas delas”, destacou o executivo, lembrando as diferenças dos produtos oferecidos pelas duas marcas. “Como grupo, seremos complementares para os agentes, com uma oferta mais abrangente”, finalizou.