Sem categoria

Exposição sobre o readymade celebra 100 anos do urinol de Duchamp

Centro Cultural Fiesp, na Avenida Paulista, apresenta exposição que traz panorama da influência do readymade na produção artística brasileira de diferentes gerações – dos anos 1960 até o presente.

A mostra coletiva, que reúne 50 artistas – sendo alguns deles Augusto de Campos, Hélio Oiticica e Lygia Clark -, é intitulada Ready Made in Brasil e fica em cartaz até 28 de janeiro de 2018, com entrada gratuita.

A exposição celebra o centenário da obra “Fonte”, de Marcel Duchamp (o famoso urinol), primeiro de seus readymades apresentado ao público, e sua ressonância na produção artística brasileira. “A escolha dos artistas e obras que compõem a mostra se constitui a partir de dois eixos centrais: a proximidade direta com a obra de Duchamp e a conexão com o universo da indústria e da construção civil, ressaltado pelo espaço cultural que abriga a mostra”, afirma o curador, Daniel Rangel.

Créditos: divulgação

Famoso urinol de Duchamp

A influência duchampiana começou a ser percebida no meio das artes em diversos países simultaneamente, inclusive no Brasil, a partir dos anos 1960. Ready Made in Brasil apresenta os Popcretos, de Augusto de Campos e Waldemar Cordeiro, mostrados na Galeria Atrium em 1964, assim como um exemplar de Bólide, de Hélio OiticicaOs Bólides compõem uma série de trabalhos de Oiticica, iniciados em 1964, em que o artista coloca o espectador em contato com diferentes artefatos de vidro, plástico e cimento, explorando, assim, a relação espectador-objeto a partir de uma conexão que se pretende intuitiva.

1/3

Crédito da imagem: Beatriz Cunha

“Xeque-Mate” (Touro Mondrian e Duchamp), de Nelson Leirner (2012)

2/3

Crédito da imagem: Beatriz Cunha

“Quadro a quadro – Cem Monas”, de Nelson Leirner (2012)

3/3

Crédito da imagem: Everton Ballardin

“Ping-Poem No. 3” da série Remirando formas de Lenora de Barros (2014)

.catraca-theater-inner > ul {
width: 300% !important;
}

.catraca-theater > .catraca-theater-inner > ul > li {
width: 33.333333333333% !important;
border: none !important;
box-sizing: border-box;
}

.catraca-theater input[type=radio]#theater-btn-1-2:checked~.catraca-theater-inner > ul { left: 0;}
.catraca-theater input[type=radio]#theater-btn-2-2:checked~.catraca-theater-inner > ul { left: -100%;}
.catraca-theater input[type=radio]#theater-btn-3-2:checked~.catraca-theater-inner > ul { left: -200%;}
.catraca-theater input[type=radio]#theater-btn-1-2:checked~.arrow-2,
.catraca-theater input[type=radio]#theater-btn-2-2:checked~.arrow-3,
.catraca-theater input[type=radio]#theater-btn-3-2:checked~.arrow-4,dumb {
right: 8%;
display: block !important;
}

.catraca-theater input[type=radio]#theater-btn-2-2:checked~.arrow-1,
.catraca-theater input[type=radio]#theater-btn-3-2:checked~.arrow-2,
.catraca-theater input[type=radio]#theater-btn-4-2:checked~.arrow-3,dumb {
left: 8%;
display: block !important;
-webkit-transform: scaleX(-1);
-moz-transform: scaleX(-1);
-ms-transform: scaleX(-1);
-o-transform: scaleX(-1);
transform: scaleX(-1);
}]]>

  • Crédito da imagem: Beatriz Cunha

    1/3

    “Xeque-Mate” (Touro Mondrian e Duchamp), de Nelson Leirner (2012)

  • Crédito da imagem: Beatriz Cunha

    2/3

    “Quadro a quadro – Cem Monas”, de Nelson Leirner (2012)

  • Crédito da imagem: Everton Ballardin

    3/3

    “Ping-Poem No. 3” da série Remirando formas de Lenora de Barros (2014)

Ainda deste período, a mostra inclui obras de Lygia ClarkLygia PapeWesley Duke Lee e Nelson Leirner, sendo esses dois últimos, membros do importante Grupo Rex, atuante em São Paulo entre 1966 e 1967.

A exposição também apresenta trabalhos dos principais artistas da geração dos anos 1970, sobretudo, daqueles que foram influenciados pela arte conceitual. Entre os trabalhos expostos estão ainda obras de Tunga; a série Jogos de Arte, de Regina Silveira, realizada em 1977 a partir de apropriações de imagens e da sintaxe das revistas de palavras cruzadas e passatempos, e trabalhos de Cildo Meireles realizados em 1970, parte do projeto Inserções em Circuitos Ideológicos. Neste trabalho, Cildo interfere em garrafas retornáveis de Coca-Cola e em cédulas de cruzeiros e dólares, devolvendo-as à circulação.


Mais SP:

Guerrilla Girls expõem pôsteres ativistas e feministas no MASP

Ready Made in Brasil

Diariamente de 10/10 (Ter) a 28/01 (Dom) das 10:00 às 20:00