Trade

Em hotéis-fazenda, turista explora a cultura e a cozinha pantaneiras

O temporal, que agita rvores e bichos e anuncia a estao das chuvas, no apenas uma atrao do Pantanal entre novembro e maro.

As guas tambm regem a vida, o movimento e a alimentao dos habitantes desse bioma, que se estende por 150 mil km. Para quem quer vivenciar o cotidiano pantaneiro, possvel se hospedar em fazendas de gado dedicadas tambm ao turismo –com workshops de cozinha, passeios e muita aventura.

Partindo de Campo Grande para os hotis no Pantanal da Nhecolndia (a maior das 12 subregies pantaneiras), a aventura se faz por terra. Veculos de trao so os nicos a enfrentar os caminhos mveis, desenhados pelas guas.

A imerso na cultura local comea com os bolichos, raras opes de parada: mercadinhos, em postos, que vendem de vestimentas a alimentos para as comitivas, grupos de pees que levam o gado por dias at os abatedouros.

Uma feira com itens das culturas indgenas locais e restaurantes regionais esto em Aquidauana (MS). Os mais famosos so o Casaro, que serve o tpico pintado ao urucum (empanado, com molho de urucum e queijo caipira meia-cura), e O Amarelinho, beira do rio Aquidauana, com seu popular caldo de piranha.

O terer –erva-mate com gua gelada, tomada na guampa, copo feito de chifre da rs (animal quadrpede)–, recebe os visitantes no hotel Barra Mansa, fazenda a 250 km de Campo Grande e banhada pelo rio Negro.

Entre 30 de outubro e 3 de novembro, o hotel realiza o 3 Workshop de Gastronomia Pantaneira, em que os hspedes prepararo comidas tradicionais da regio sob o comando do chef sul-matogrossense Paulo Machado.

“A base da nossa cozinha so a carne de gado, que criamos desde o sculo 19, a mandioca e os pescados”, ensina Machado, que cita as influncias indgena e paraguaia.

O sabor defumado da carne bovina, resultado do uso de madeira angico no churrasco, abre a comitiva de pratos ensinados. A cabea do boi, assada inteira na brasa por 12 horas, uma iguaria de que desfruta o pantaneiro –e o hspede-cozinheiro.

“Apreciamos os miolos, a bochecha e a lngua”, conta o chef. De carne forte e saborosa, a cabea item das carneadas, ritual de matana do boi e momento de festa.

FESTA NO INTERIOR

Entre os pratos de festa do workshop figuram a linguia de Maracaju (feita com carne fresca do quarto traseiro do boi), mojica de pintado (guisado com mandioca), bolo de arroz (com queijo Nicola, de leite de vaca) e moqueca de jacar, de carne delicada.

O porco-monteiro uma especialidade do Baa das Pedras. “A raa, portuguesa, foi introduzida h dois sculos aqui e adaptou-se em liberdade”, explica a proprietria do hotel, Rita Jurgielewicz.

No almoo, ela serve o sarrabulho, com vinho tinto e pimentes. Outras receitas, como arroz de carreteiro e sopa paraguaia (um bolo de milho salgado), forram o estmago de quem faz os passeios –caminhadas, cavalgadas, canoagem e safaris fotogrficos em torno das guas da vazante do rio Castelo.

Ao sul da Nhecolndia, no Pantanal de Miranda, quase certo dar de cara com onas-pintadas. Ao menos em algum ponto da Fazenda San Francisco. “Conciliamos a pecuria com o turismo e a conservao”, diz a proprietria, Elizabeth Coelho.

mesa, no faltam o substancioso quebra-torto (caf da manh com arroz de carreteiro e ovo frito) ou o caribu, cozido base de charque com mandioca, tpico das viagens de comitiva.

At l, parar no posto Pioneiro pode render a compra de frutos do Cerrado (que do na regio) e cestos e potes no Centro da Cultura Terena.

Mas, em qualquer parte do Pantanal, apelidado pelo poeta Manoel de Barros (1916-2014) de “banquete de guas”, outra a atrao que encerra o cotidiano: o pr do sol.

A jornalista viajou a convite do hotel Barra Mansa e do Instituto Paulo Machado

*

ONDE FICAR

HOTEL BARRA MANSA
DIRIA a partir de R$ 500 (por pessoa, em quarto duplo); o workshop custa R$ 2.750 (inclui transporte at o hotel; inscries pelo e-mail reservas@hotelbarramansa.com.br)
MAIS tels. (67) 9912-8918 e (67) 3325-6807; hotelbarramansa.com.br

FAZENDA SAN FRANCISCO
DIRIA a partir de R$ 658 (por pessoa, em quarto individual, com passeios e refeies)
MAIS tels. (67) 3242-1088 e (67) 9964-3929; fazendasanfrancisco.tur.br

HOTEL-FAZENDA BAA DAS PEDRAS
DIRIA a partir de R$ 660 (por pessoa, em quarto duplo ou triplo, com passeios e refeies)
MAIS tels. (67) 9912-8323 e (67) 3382-1275; baiadaspedras.com.br

*

Onde fica Nhecolndia