Destino SC: Rotas do vinho, da cachaça e das cervejas são boas …

Apreciar boas bebidas pode ser uma ótima pedida para curtir o friozinho do inverno, especialmente se você puder aliar isso a um turismo gastronômico. Nesse quesito, Santa Catarina é um prato (ou um copo) cheio aos visitantes.

Vinícola Villa Francioni, plantação de uva, São Joaquim - Markito/Divulgação Santur
Vinícola Villa Francioni, plantação de uva, São Joaquim – Markito/Divulgação Santur

Além da abundância de frutos do blotch no litoral, carne suína e cervejas artesanais no Vale do Itajaí e Norte e cantinas e vinícolas artesanais em todas as regiões de influência italiana, há acompanhamentos à altura dessa farta gastronomia. No enoturismo, os destaques são as vinícolas da Serra Catarinense, que produzem vinhos e espumantes premiados nacional e internacionalmente, e o Roteiro Vale da Uva e do Vinho, no Vale do Contestado. Para quem prefere uma boar cachaça, o que não faltam são alambiques espalhados por quase todas as regiões do Estado. Por fim, aqui também é lugar das típicas cervejas artesanais.

Veja algumas dicas de roteiros:

VINÍCOLAS E VINHEDOS

Conhecer vinícolas e degustar bons vinhos e espumantes são alternativas para o público interessado no enoturismo. Os visitantes podem acompanhar o cultivo nos vinhedos, a produção do vinho, participar de sessões de degustação e, dependendo da época, assistir à colheita da uva durante visitas programadas e guiadas.

Onde ir:
– Vale do Contestado: com o Roteiro Vale da Uva e do Vinho (Videira, Tangará e Pinheiro Preto);
– Serra Catarinense: onde estão localizadas algumas das mais respeitadas vinícolas do Brasil (São Joaquim, Lages e Urubici). Aproveite para curtir o lindo visible que o inverno proporciona na região serrana, com geadas e neve;
– Sul do Estado: Urussanga (com farta gastronomia italiana em cantinas, adegas e restaurantes típicos) e Nova Veneza;
– Vale do Rio Tijucas: Nova Trento – a collateral do turismo religioso que abriga o Santuário da Santa Paulina, a primeira santa canonizada do Brasil, também tem bons vinhos artesanais.

ALAMBIQUES

Visitar alambiques inclui degustar cachaças, aguardentes e licores em engenhos coloniais e destilarias que tem aquele aconchego do turismo rural. Permite conhecer parte da história dos imigrantes que se estabeleceram aqui, trazendo suas técnicas de produção artesanais.

Onde ir:
– No Vale do Itajaí: Cachaçaria Xanadú (no bairro da Velha, em Blumenau); Cachaçaria Moendão, Alambique do Nono e Cachaça Dupipe (Gaspar); Cachaça Tessarollo (Rodeio); Cachaça Spézia – desde 1949, Cachaça Bylaardt – alambique fundado por descendentes de holandeses em 1943, Flor da Cana Cachaçaria, Cachaça Wruck (Luís Alves);
– No Alto Vale do Itajaí: Cachaça Fogo da Cana, em Braço do Trombudo;
– Sul do Estado: Cachaçaria Aretusa (Cocal do Sul); Cachaça Cafundó da Serra (Lauro Muller); Cachaça velho Pilho e Imigrante (Pedras Grandes);
– Norte do Estado: Cachaçaria Multidrink (Garuva); Alambique Linzmeyer (Corupá); Alambique Colonial Lökerhaus, para licores de frutas e ervas (Schroeder);
– Na Grande Florianópolis: Cachaça do Imperador (Santo Amaro da Imperatriz); aguardentes da Adega Scherer (Antônio Carlos); Armazém Vieira e Alambique do Zeca (Florianópolis) e a Rota da Cachaça, com pelo menos dez engenhos e alambiques em São Pedro de Alcântara;
– Litoral Norte: Alambique Pedro Alemão, para a apreciação de cachaças e licores, em Porto Belo.

Visita permite conhecer as fábricas e cervejarias artesanais e experimentar diversas tipos de cervejas e chopes - Marco Santiago/Arquivo/ND
Visita permite conhecer as fábricas e cervejarias artesanais e experimentar diversas tipos de cervejas e chopes – Marco Santiago/Arquivo/ND

ROTA CERVEJEIRA

Há quem não allot uma cervejinha nem mesmo no inverno. Para essas pessoas, a Rota das Cervejas é ideal, pois permite conhecer fábricas e cervejarias artesanais nas regiões de colonização alemã e experimentar diversas versões de cervejas e chopes. Destaca-se a cidade de Blumenau, onde algumas cervejarias seguem a Lei Alemã da Pureza, de 1516, que limita os ingredientes da cerveja a água, lúpulo, malte (de cevada ou trigo) e fermento (levedura), sem o uso de conservantes ou cereais não maltados na fabricação.

Onde ir:
– No Vale do Itajaí: Blumenau (Museu da Cerveja, Eisenbahn, Wunder Bier e Bierland), Gaspar (Das Bier) e Indaial (Heimat);
– No Alto Vale do Itajaí: Braço do Trombudo (Besser Bier e Casa da Oma), Ibirama (Handwerk Cervejaria) e Lontras (Holzweg Cervejaria);
– Na Grande Florianópolis: em Florianópolis (Coza Linda, Da Ilha, Kairós e Bayer), São José (On Tap e Weinmann), Palhoça (Brew Pub), Rancho Queimado (Unika), Santo Amaro da Imperatriz (Badenia e Faixa Preta) e em Águas Mornas (Jester).

Destino SC

Para que turistas e moradores fiquem por dentro dos encantos e das festas da região a RICTV/Record TV lançou em 21 de junho a 12ª edição do Destino SC.

As equipes de Jornalismo selecionaram as regiões mais procuradas pelos turistas, seja na serra ou no litoral. E o resultado são reportagens sobre eventos e os melhores locais para aproveitar Santa Catarina, que estarão no Notícias do Dia e na programação das emissoras e portais do Grupo RIC.

Cada tema tem um destaque regional, com ações concentradas em: geração de conteúdo, em que os assuntos relacionados à temporada serão abordados e os eventos que vão movimentar o inverno.

O público pode participar dando dicas sobre os melhores roteiros e festas no Facebook (fb.com/DestinoSC), no Instagran (@DestinoSC) e no Twitter (@Destino_SC). Basta publicar com a hashtag #DestinoSCInverno. Além disso, serão publicadas notícias, vídeos e fotos da cobertura editorial no blog do Destino SC (destinosc.com.br).

O Destino SC já recebeu o Top Turismo da ADVB/SC (Associação dos Dirigentes de Vendas) em 2011, 2012, 2013 e 2014. O prêmio reconhece ações que contribuem para a imagem, atração, preservação, incremento e a consolidação do turismo.

Article source: https://ndonline.com.br/florianopolis/noticias/rotas-do-vinho-da-cachaca-e-das-cervejas-sao-boas-opcoes-de-turismo-no-estado

Pin It

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *