Trade

Destination Wedding: confira as vantagens e desvantagens

Depois dos americanos, europeus e japoneses, agora são os brasileiros que estão aderindo ao chamado Destination Wedding. Escolher um destino especial para realizar a cerimônia e a festa de casamento pode ser inesquecível, mas a organização é complexa. “Não podemos esquecer que o roteiro e todo o suporte para os convidados é papel dos noivos”, explica Julia Maiorana, especialista em planejamento de viagens.

Entre os destinos mais procurados para casamento estão Aruba, no Caribe, e a Toscana, na Itália. Em território brasileiro, Trancoso, no sul da Bahia, desponta como um dos preferidos. Para quem está pensando em se casar em uma Destination Wedding, Julia Maiorana preparou um checklist completo, com todos os aspectos que devem ser levados em conta, antes de decidir pelo formato:

1- Verifique uma data perto de um feriado, assim facilita a decisão de viajar dos convidados;

2- Escolha uma empresa profissional para organizar o casamento. E firme um contrato com a empresa escolhida com todos os detalhes do que está sendo contratado;

3- As despesas da cerimônia ficam por conta do casal, as demais como hospedagem, transporte e alimentação, geralmente, por conta dos convidados. Isso deve ficar claro desde o início;

4- Entregue um convite save the date (reserve a data) com antecedência para os convidados se programarem;

5- Feche pacotes para os convidados. Muitos hotéis já possuem tabelas promocionais disponíveis para grupos de casamento;

6- Ofereça aos convidados opções para a viagem completas, com o transporte aéreo, os transfers e tudo que vão precisar. Com tudo bem organizado fica mais fácil aceitar o convite e embarcar na viagem com os noivos.