Destinos

Como ir aos 3 principais pontos turístico do Rio quase de graça

Todo mundo sabe que o Rio de Janeiro é conhecido pela riqueza natural e cultural, que permite a cidade oferecer inúmeras opções a seus visitantes. São praias, cachoeiras, parques, museus, eventos na rua, entre outras diversas modalidades que o turista e moradores podem usufruir, na grande maioria, sem precisar coçar o bolso.

Mas por outro lado, como em qualquer cidade turística, os atrativos mais procurados e badalados, são geralmente cobrados ingressos, e as vezes com valores salgados, o que impossibilita muitas vezes o próprio morador da cidade de visitá-los.

No Rio não poderia ser diferente, e segundo informações de sites ligados ao turismo carioca, às atrações pagas mais procuradas pelos visitantes na cidade são: Corcovado, Pão de Açúcar e, recentemente, o moderno Museu do Amanhã, na revitalizada região portuária. As duas primeiras opções, famosíssimas internacionalmente, têm preços bem salgadinhos pra quem as visita das formas mais tradicionais.

Porém o pessoal do Eco Durismo, na ultima visita a cidade, resolveu visitar essas três atrações, pra checar se realmente precisa estar com umas notas a mais na carteira pra poder aproveitá-las ou se os duros também podem ter suas alternativas.

Então vamos às dicas:

1 – Corcovado (Cristo Redentor)

A enorme escultura do Cristo de braços abertos sobre a Guanabara dispensa qualquer apresentação. O monumento é reconhecido internacionalmente e pode ser considerado o principal símbolo da cidade do Rio.

Créditos: Arquivo pessoal

O Cristo Redentor é uma das atrações mais visitadas no Rio de Janeiro

A vista é perfeita, abrangendo todos os cantos da região metropolitana do Rio e a imensidão da Baía e praias cariocas.

O acesso mais conhecido para se chegar aos pés do Cristo, é através do tradicional trem do Corcovado, que parte a todo o momento no bairro do Cosme Velho. O preço varia na média de R$ 60 a R$ 75, dependendo do período do ano.

DICA ECO DURISMO: O que poucos sabem, é que se pode chegar até o Corcovado a pé, por uma trilha iniciada no Parque Lage e que dura cerca de 2h de caminhada pela floresta. Há pequenas quedinhas de água no caminho para refrescar e descansar. O valor é de R$ 17 pra quem vai por esse caminho (e também varia de acordo com a época).

Quem não quer caminhar, mas quer economizar, a alternativa é ir de vans que saem da Estrada das Paineiras. O Valor é de R$ 28 por pessoa e sem caminhada.

 2 – Morro da Urca (Pão de Açúcar)

A segunda atração da lista é também o cartão postal da cidade formado pelos dois morros (Urca e Pão de Açúcar) ligados pelos bondinhos mais famosos do Brasil. Localizado no bairro da Urca, e colado à simpática praia Vermelha, o atrativo é diariamente frequentado pelos milhares turistas e cariocas que querem apreciar a vista única que os morros oferecem devido a privilegiada posição.

Os bondinhos levam menos de 10 minutos em suas travessias e custam R$ 80 pra quem faz o trajeto completo. Os cariocas têm direito a desconto.

DICA ECO DURISMO: Assim como no Corcovado, é possível acessar o Morro da Urca, através de uma trilha de aproximadamente 45 min. E pra quem visitar somente o primeiro morro, não precisa pagar por ingresso. Caso queira seguir até o segundo morro, o famoso Pão de Açúcar, aí é necessário comprar o ingresso para esse segundo trecho, que sai pela metade do preço: R$ 40 para turistas.

3 – Museu do Amanhã

Inaugurado em 2015, na Praça Mauá, entre as diversas modificações que a região portuária do Rio sofreu nos últimos anos, o Museu do Amanhã se destaca pela sua arquitetura moderna, imponente e às margens da baía de Guanabara.

Créditos: Arquivo pessoal

Vista do recém-inaugurado Museu do Amanhã, na zona portuária

O edifício já virou um dos novos símbolos da cidade maravilhosa e está presente em todos os sites relacionados ao turismo no Rio de Janeiro, seja no Brasil ou lá fora. Por esse motivo, a atração, apesar de nova, é uma das mais procuradas e visitadas na cidade.

Para acessar o museu, é cobrado diariamente o ingresso de R$ 10 ou R$ 20 que dá acesso também ao Museu de Arte do Rio, quase que de frente um para o outro.

DICA ECO DURISMO: Apesar do preço do ingresso não ser tão salgado assim (R$10),  a gente gosta quando tem uma molezinha, mesmo que pouca. A dica é que o museu  abre suas portas gratuitamente ao público toda terça feira, podendo entrar até as 17h. Então se tiver pela cidade em qualquer terça-feira, não se esqueça de aproveitar a dica.