Principais

Capitães de navio revelam suas paisagens preferidas

Algumas das paisagens mais bonitas do mundo estão fora dos ângulos tradicionais, acessíveis somente aos viajantes mais ousados. Sabendo disso, a Royal Caribbean embarcou em uma missão de revelar alguns dos segredos mais bem escondidos do mundo, e trabalhou ao lado dos capitães de sua frota para selecionar as vistas da ponte de comando preferidas por eles.

A companhia, que navega por 260 diferentes destinos pelo mundo, entrevistou os comandantes de seus 23 navios e apresenta as 12 paisagens preferidas, dignas de tirar o fôlego, até mesmo, do viajante mais experiente.

Geleira de Hubbard, Alasca

capitaodenavio1capitaodenavio1

As geleiras do Alasca foram escolhidas como favoritas por vários dos comandantes entrevistados, que comentaram sobre a magnitude da vista de Yakutat para a baía de Disenchantment. O capitão do Voyager of the Seas, Sindre Borsheim, disse que ama essa paisagem pois: “é diferente a cada vez, já que as cores variam de acordo com a luz” já o comandante do Radiance, Juan Caranti, adicionou que “quando um pedaço de gelo cai no mar, faz um barulho extraordinário, como um trovão”.

A Geleira de Hubbard, está localizada no leste do Alasca, possui a geleira de Valerie a seu Oeste e se junta às águas da baía de Disenchantment.

Porto de Sydney, Austrália

capitaodenavio2capitaodenavio2

Considerado um dos portos naturais mais bonitos do mundo, com mais de 240 quilômetros de costa, ele também encanta pela vista das Sydney Opera House e Sydney Harbour Bridge. Não à toa o capitão Rick Sullivan, que hoje lidera a equipe do Explorer of the Seas, chamou o Sydney Harbour de “o porto mais icónico no mundo.”

Porto de Veneza, Itália

capitaodenavio3capitaodenavio3

Escolhido por vários comandantes da pesquisa, a impressionante arquitetura de Veneza foi considerada ainda mais esplendorosa vista com o nascer do sol nas primeiras horas da manhã.

Fiordes de Geiranger, Noruega

capitaodenavio4capitaodenavio4

O Fiorde de Geiranger está localizado na parte sudoeste do condado de Møre og Romsdal, na Noruega. A água de um azul profundo está rodeada por majestosas montanhas com seus picos cobertos de neve, cachoeiras selvagens e o verde vivo de uma exuberante vegetação. O capitão do Grandeur of the Seas, Espen Been, descreveu o local como: “onde as montanhas encontram o mar e a neve dos cumes reflete na água como um espelho, parece que tudo está florescendo”.

Arquipélago de Estocolmo, Suécia

capitaodenavio5capitaodenavio5

O arquipélago por onde os navios passam quando entram em Estocolmo foi descrito como sendo “ímpar”, devido às milhares de rochas e pequenas ilhas que têm de ser desviadas na entrada do porto. Para o capitão Espen “as casas parecem casas de bonecas e é como navegar de volta para o passado”.

As cerca de quase 30.000 ilhas, ilhotas e rochas –de Arholma, no norte, a Landsort, no sul,– mesclam perfeitamente a natureza acidentada com ilhas arborizadas, penhascos rochosos e praias de areia no segundo maior arquipélago do Mar Báltico.

Vesúvio, Nápoles, Itália

capitaodenavio6capitaodenavio6

A paisagem do Mediterrâneo foi citada várias vezes pelos comandantes por hospedar algumas das melhores vistas do mundo. Muitos deles identificaram o ponto onde o Vesúvio eleva-se sobre Nápoles no pôr do sol, como uma das imagens mais extraordinárias que podem ser capturadas de dentro do mar.

Golfo di Poeti, La Spezia, Itália

capitaodenavio7capitaodenavio7

Lord Byron era tão apaixonado por Lerici que o trecho ficou conhecido como a baía dos poetas. Os capitães não tiveram dúvidas ao afirmar que “é fácil entender por que” ele ganhou tanta devoção de alguém tão importante, sob comentários de que a vista do Golfo di Poeti quando o navio parte do porto de La Spezia é “encantadora”.

Nice, França

capitaodenavio8capitaodenavio8

Apesar de ser um destino bastante popular para os turistas amantes da Europa, os capitães disseram que Nice merecia um lugar no top 10 graças ao seu cenário montanhoso enquanto navegam da cidadezinha vizinha, a pequena Villefranche. O capitão Tomas Busto, do Adventure of the Seas, disse que adora esse trecho, porque: “quando os navios chegam no Mediterrâneo, em abril, as montanhas estão ainda cobertas de neve, mas as praias já estão recebendo banhistas e a combinação dos dois é adorável”.

Kotor, Montenegro

capitaodenavio9capitaodenavio9

O capitão Lis Lauritzen, do Vision of the Seas, disse que Kotor, em Montenegro, merecia um lugar na lista das vistas mais bonitas pois é “completamente diferente em termos de paisagens e ambiente”

O porto está localizado no golfo de Kotor, que é considerado uma das partes mais recuadas de todo o mar Adrático. A cidade histórica tem pouco tráfego e é conhecida por seu estilo arquitetônico veneziano contra um belo fundo montanhoso.

Ilha de Moorea, Polinésia Francesa

capitaodenavio10capitaodenavio10

As “belas verdes e irregulares montanhas vulcânicas” de Moorea foram fatores importantíssimos para a sua inclusão na lista. Esta ilha da Polinésia Francesa é conhecida pela justaposição de praias de areia clara contra cadeias de montanhas, com trilhas da floresta e locais perfeitos para mergulho.

Vancouver, Canadá

capitaodenavio11capitaodenavio11

O capitão Rick Sullivan, do Explorer of the Seas, explicou que Vancouver entrou para a lista devido a perspectiva de navegar sob a ponte First Narrows a caminho do porto de Vancouver, admirando a cidade contra um fundo praticamente infinito de montanhas.

English Channel, Reino Unido

capitaodenavio12capitaodenavio12

O comandante Henrik Loft Soerensen, do Brilliance of the Seas, revelou que o que mais admira no extenso English Channel é sua “beleza e tranquilidade”.

Veja o mundo pelo ponto de vista de um comandante de navio www.royalcaribbean.co.uk.