Sem categoria

Brasileiros estão viajando cada vez mais tempo e para diferentes países

Uma pesquisa realizada pelo site de reservas de hostels Hostelworld mostra que os brasileiros têm, cada vez mais, optado por aproveitar para viajar por mais tempo e conhecer diferentes destinos.

Entre 2010 e 2014 o número de brasileiros que preferiram fazer viagens longas, com diversos países no roteiro, teve um aumento de 7% para 21%, de acordo com o site.

O estudo revela ainda que os Estados Unidos continuam sendo o destino mais desejado pelos brasileiros (37%), seguido por países europeus como França (31%), Inglaterra (29%), Alemanha (29%) e Espanha (27%).

AJ_Watt/iStock

AJ_Watt/iStockAJ_Watt/iStock

Pesquisa mostra que creceu o número de brasileiros que preferiram fazer viagens longas

 

Pelo Brasil há muita curiosidade em conhecer outros povos. 24% da população deseja conhecer americanos, 17% espanhóis e 16% alemães.

Apesar da vontade em conhecer os Estados Unidos, o país ocupa somente o segundo lugar na lista dos mais visitados, com 15% dos viajantes. O primeiro lugar fica com a Argentina, 21%, e em terceiro, o Paraguai, 12%.

A pesquisa revela ainda que há muitos lugares para serem explorados por brasileiros: em média cada adulto esteve em apenas dois países –deixando 99% do mundo ainda para ser visitado.

Enquanto isso, 1% da população brasileira já visitou mais da metade do mundo. Nesta lista encontram-se 112 países, entre eles Peru, Japão, Irlanda e China.

Os viajantes brasileiros revelam que a maior motivação para sair do país é ter novas experiências (61%), conhecer o mundo (59%) e aprender novas culturas (49%). Conhecer pessoas novas (38%) também apareceu entre os motivos mais citados, assim como a busca por aventura (37%).

Além do Brasil, o Hostelwolrd também pesquisou os hábitos de viajantes de mais seis países ao redor do mundo. No Reino Unido, cada adulto já viajou, em média para 10 países. Já os alemães têm uma média de oito países e os franceses cinco.

Australianos chegaram a seis países, enquanto os norte-americanos e sul-coreanos já visitaram três.