Sem categoria

Bonito: paraíso para curtir em família

Não precisa ir longe para descobrir o paraíso. No interior do Brasil, fica um dos destinos mais incríveis de natureza do planeta.  Bonito, no Mato Grosso do Sul, tem lagoas e rios cristalinos, cachoeiras, grutas, abismos que só podem ser explorados de rapel e um ecossistema rico e abundante. E a cereja do bolo?

O destino é um dos mais democráticos do Brasil, com atrações para todas as idades: das crianças ao avós. Fomos lá conferir com a família toda o que tem pra fazer: eu, Rico, Juju e minha mãe, que tem 76 anos, e voltamos com uma lista deliciosa de atrações para dividir com vocês. Confiram, e aproveitem para curtir os feriados!

A flutuao na Nascente Azul, em Bonito A flutuao na Nascente Azul, em Bonito A flutuao na Nascente Azul, em Bonito

Créditos: Juju na Trip

A flutuação na Nascente Azul.

Organizando a viagem

As atrações em Bonito ficam em áreas de reserva protegida dentro de fazendas particulares, e a maior parte fica distante do centro da cidade. É preciso carro e uma certa logística para fazer os passeios, que têm de ser reservados com antecedência e acontecem com o horário marcado. Isso porque como as atrações estão dentro das tais reservas, há regras restritas e limite de visitantes por dia.

Quem organizou a nossa viagem toda foi a Venturas, operadora especializada em ecoturismo ótima, e  o nosso hotel foi a  Pousada Águas de Bonito, que é bem bacana, com um jardim lindo, quartos ótimos e piscina.

Quanto à época, de dezembro até março é período de chuvas, e algumas atrações podem ficar com as águas turvas ou fechar. Mas há sempre passeios para  fazer, e as flutuações permanecem com água transparente, já que acontecem em áreas de nascentes.

As atrações de Bonito

Gruta do Lago Azul

Qualquer pessoa, de qualquer idade, pode fazer esse passeio e conhecer um dos cartões-postais de Bonito.  Há uma trilha de 200 metros no plano, e depois uma escadaria que leva até a 150 metros abaixo do solo, mas que não exige esforço físico. O passeio é lindíssimo.

No fundo da caverna, está o famoso lago azul cristalino protegido por estalactites e estalagmites. Sob as águas, há fendas misteriosas com quase 100 metros de profundidade e um cemitério de animais extintos, entre eles, uma preguiça gigante. Não é permitido mergulhar, esse é um passeio para contemplação.

Flutuação no Rio Sucuri e Cachoeiras da Vila Mimosa

Créditos: Juju na Trip

As águas do Rio Sucuri, em Bonito.

Créditos: Juju na Trip

Flutuação: programa para a família toda.

A flutuação pode ser feita por qualquer pessoa, inclusive por quem não sabe nadar. No nosso grupo, duas pessoas não sabiam nadar e jamais tinham usado snorkel. Roupas espessas de neoprene, que já facilitam a flutuação, e colete salva-vidas garantem a diversão para todos, e um pequeno treinamento é feito antes numa piscina para ensinar a usar as máscaras. Para quem não se sentir seguro para ir dentro d’água todo o tempo, como foi o caso da minha mãe, há um barco de apoio que acompanha o grupo.

Poucas vezes  vimos um rio dessa tonalidade, turquesa! O fenômeno se deve à grande concentração de calcário, uma espécie de filtro natural que calcifica materiais sólidos, levando-os para o fundo de rios. Quando o sol bate, as cores ficam ainda mais insólitas.

São 50 minutos e 1800 metros de travessia dentro d’água, com peixes e muita vida submersa. É de emocionar.

Estância Mimosa

A ideia de percorrer 5 quilômetros de trilhas e visitar 5 cachoeiras pelo caminho nos deixou, a princípio, apreensivos em relação à Juju e à minha mãe. Mas todo o trajeto é em terreno plano, e a maior parte pela sombra, com paradas para os banhos. Isso quer dizer que não se caminha por mais de 15 minutos seguidos, garantindo que qualquer pessoa, de qualquer idade, possa explorar a atração.

Uma boa dica é almoçar na Estância, que serve comida caseira e deliciosa, feita no forno à lenha. As hortaliças são colhidas ali mesmo na estância , orgânicas.

Créditos: Juju na Trip

Uma das cachoeiras da Estância Mimosa, em Bonito.

Abismo Anhumas

Minha mãe ficou de fora dessa, e não recomendamos a aventura para pessoas mais idosas. Já crianças podem ir, desde que tenham domínio de seus movimentos e consciência.

Nada do que for dito antes, nenhuma foto ou filme que vir, será suficiente para antecipar o que  encontrará no Abismo Anhumas. A entrada para esse mundo subterrâneo cheio de surpresas é um buraco no chão: amarrados com toda a segurança em cordas e roldanas, a gente atravessa a rocha e, num piscar de olhos, surge um novo mundo.

A gruta tem as paredes cobertas de estalactites. Lá dentro, tudo é frio e escuro. E a 72 metros abaixo do chão, que serão alcançados em rapel negativo, está um imenso lago azul e, sob ele, cones de sedimentos que parecem casulos gigantes. Depois de descer o rapel, é hora de flutuar nesse lago.

O passeio pode durar de 4 a 6 horas, e  vale muito à pena.

Nascente Azul e Lago da Capela

Créditos: Juju na Trip

Tirolesa no Lago da Capela.

Avó, bebê, criança, a Nascente Azul é uma atração para qualquer idade. Isso porque, além da flutuação, a fazenda da Nascente Azul tem também uma área maravilhosa com lago, tirolesa, cascata, piscina de água natural, gramado. É a área do Lago da Capela.

Então a dica aqui é aproveitar pra passar o dia e curtir também o lago. Já sobre a flutuação, há uma trilha e pontos de apoio ao longo do rio, e para os mais idosos, é uma opção confortável caso não queiram seguir todo o tempo pela água.

Ficou com vontade de conhecer Bonito? Então leia todas as dicas completas sobre o destino AQUI.

E veja outras dicas em:

Instagram: @jujunatripblog

Facebook: /jujunatrip

Youtube: /jujunatrip

Imagem AutorImagem Autor

O Juju na Trip é um blog de viagens que mostra as aventuras de uma família pelo mundo curtindo o melhor da vida. Por Gabriela Temer, Rico Sombra e Juju (a filhota!).

+ posts do autor

Rede Viagem Livre

Este conteúdo – assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios – é de responsabilidade do usuário da Rede Catraca.

O Catraca Livre disponibiliza espaço no site para que qualquer interessado possa contribuir com cidades mais acolhedoras, educadas e criativas, sempre respeitando a diversidade de opiniões.

As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.