Destinos

8 motivos parair ao próximo Festival de Inverno de Paranapiacaba

Nos dias 30 e 31 de julho e 6 e 7 de agosto aconteceu a 16ª edição do Festival de Inverno de Paranapiacaba, na charmosa vila de origem inglesa encravada no meio da Serra do Mar, que pertence ao município de Santo André . O local foi importante no escoamento da produção de café pelos trens da São Paulo Railway Company.

88

Créditos: Dubbi

Passeio de Maria Fumaça é uma das atrações de Paranapiacaba

Hoje é um pequeno distrito turístico, com restaurantes, o friozinho da serra, e com o festival que acontece anualmente e reúne muita música, gastronomia, shows, arte e muita gente interessante.

Não conseguiu ir este ano? Não tem problema, o Dubbi, plataforma colaborativa de viajantes, já seleciona oito motivos imperdíveis para você colocar na agenda do ano que vem.

  1. Você chega às 11h e está um sol de arder. Você vai embora às 17h e é só névoa e um frio que pede um chocolate quente. Essa mudança drástica é muito legal de sentir na pele;
  1. A programação musical é excelente e variada. Rock, samba, sertanejo de raiz, MPB e até música indiana estiveram presentes na de 2016;

44

Créditos: Dubbi

Público confere as atrações do Festival de Inverno de Paranapiacaba

  1. As surpresas que você encontra pelo caminho serão inesquecíveis, como uma banda-ambulante que reuniu súditos pelas vielas de Paranapiacaba tocando os maiores sucessos de Tim Maia;
  1. Os gramados estarão repletos de gente de todas as idades: crianças brincando, adolescentes paquerando, jovens tomando cerveja e adultos fazendo de tudo um pouco. Só chegar e fazer amizade;
  1. Os food trucks invadiram Paranapiacaba. Mas quer uma boa notícia? Os preços estavam acessíveis em 2016. Ainda não se convenceu? A vila tem dezenas de restaurantes espalhados em todo o canto, desde alguns mais elaborados até outros com o melhor da comida caseira e preços ok (apesar de no festival estarem igual ao que é cobrado nos food trucks);

66

Créditos: Dubbi

Vista da vila ferroviária de Paranapiacaba, encravada na Serra do Mar

  1. Logo na entrada, próximo à igreja, a vista de toda a vila com a serra ao fundo é uma das mais bonitas que se tem da natureza em toda a Grande São Paulo. Não é preciso ir muito longe para ter esse tipo de contato que revigora qualquer estresse da semana de trabalho;
  1. A feirinha de artesanato e souvenires na entrada tem livros, CDs, lembranças e objetos históricos como moedas dos tempos de cruzeiro e cruzado. Vale uma passada;
  1. O Expresso Turístico (mais informações abaixo, em como chegar) proporciona uma vista maravilhosa da serra de Paranapiacaba.

Como chegar

O meio de transporte mais recomendado é o Expresso Turístico, trem que sai da estação da Luz, no centro de São Paulo. O trajeto até Paranapiacaba dura 1h30. As passagens custam a partir de R$ 45 individual e R$ 75 para dois. Compre com pelo menos dois meses de antecedência, pois os lugares se esgotam fácil. É possível também ir de transporte público, chegando de trem até a estação de Rio Grande da Serra (linha 10). De lá, basta pegar o ônibus Paranapiacaba 424, a 50 metros da saída da estação de trem.